Aquivo do autor: cristina

RETIFICAÇÃO

Na nossa edição anterior, nº 760, na notícia publicada na página 9 com o título “Inaugurado Salão Polivalente em Fundões”, onde se lê: “A obra foi da responsabilidade da Câmara Municipal, da União de Freguesias e da Capela de Santa Eufémia de Fundões,…”, deve ler-se: “A obra foi responsabilidade e autoria da Comissão da Capela de Stª Eufémia de Fundões contando com a ajuda da Câmara Municipal de Mangualde da União de Freguesias”.

QUEM É MARIA JOSÉ FERREIRA?!…

Placa vergonhosa que não só envergonha quem ali a colocou, mas também o Sr. Presidente da Junta da Freguesia de Espinho, que assim desceu ao nível mais baixo que um Humano pode ter…
Mas vamos descobrir quem é Maria José Ferreira?!…
“Maria José Ferreira uma ilustre Senhora”
Uma jovem professora primária que veio para Gandufe iniciar a sua atividade escolar.
Vivia em casa duma Família abastada e nessa mesma casa começou a dar aulas.
Maria José era de uma aldeia perto de Viseu, as suas origens eram simples; Irmã de dois rapazes, um no exército e destacado para Angola o outro seguiu-lhe os passos.
Maria José encontra o amor da sua vida nessa mesma casa onde vivia; pois um dos familiares era padre e como o amigo dele era também padre se apaixonou pela jovem professora.
O jovem padre de uma família de Padres e com duas irmãs freiras, pede assim a anulação da sua carreia ao Episcopado para assumir o amor.
Casada e Mãe, vivia numa parte da aldeia, que chamavam de Rossio, sua casa, servia de Escola, era ali que ensinava as crianças da freguesia e não só.
Mulher exemplar, gostava de ir à caça para espairecer, dedicava-se aos filhos, amigos dos criados e um carinho pelos seus alunos, tornando-os em crianças sábias e educadas de toda a redondeza…
Devido ao seu mérito de Excelente professora foi condecorada por Sua Exª o Marechal Carmona.
Mãe de cinco filhos, dois deles morrem com a pneumonia e três meninas. Duas delas seguiram os passos da mãe e formam-se em professoras, alunas do Colégio Português em Viseu.
Com sintomas de apendicite, assim como a filha mais nova, vão para Coimbra para serem operadas.
A jovem professora morre e deixa recordações e saudade nos seus alunos que passaram a palavra aos seus filhos e até alguns netos falam nela… morre na casa e escola onde os preparou para a vida… casa essa que ainda hoje existe…
Como presidente da Junta, devia ter vergonha de pôr uma lápide na casa dos outros e nesse caminho tortuoso como é a sua vida… talvez esse Sr. não conheça quem foi Maria José Ferreira?!
“Um habitante de Gandufe”

HOMENAGEM ÀS VÍTIMAS DO ACIDENTE FERROVIÁRIO ALCAFACHE 34 ANOS DEPOIS

FB_IMG_1568621316150
No passado dia 15 de setembro, as vítimas do fatídico acidente ferroviário de Alcafache foram mais uma vez lembradas numa cerimónia de ‘Homenagem às vítimas do acidente ferroviário Alcafache’.
Este momento de homenagem foi uma organização da COMAFA – Comissão Organizadora Movimento Acidente Ferroviário de Alcafache, e contou com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde, da Junta de Freguesia de Espinho e da União de Freguesias de Moimenta de Maceira Dão e Lobelhe do Mato.
A cerimónia decorreu na manhã do dia 15 de Setembro na EN 234 Mangualde-Nelas ao Km 94,850 – local do acidente ferroviário. O acidente aconteceu há 34 anos e foi o pior desastre ferroviário ocorrido no país. O Presidente da Câmara Municipal de Mangualde em exercício, Elísio Oliveira, marcou presença, bem como os presidentes da Junta de Freguesia de Espinho, António Monteiro e da União de Freguesias de Moimenta do Dão e Lobelhe do Mato, Rui Coelho.
A cerimónia contou também com a presença dos Bombeiros Voluntários de Mangualde e de outras entidades, bem como familiares e amigos das vítimas do acidente. Após a concentração dos organismos convidados e público em geral, procedeu-se à deposição de uma coroa de flores junto à estátua seguida de um minuto de silêncio e da proclamação de algumas homilias. Pelas 11h30 deu-se início a uma missa campal pelas vítimas e bombeiros já falecidos.

AMARTE APRESENTOU ‘MY FAIR LADY’

A Associação pelo Movimento, Arte e Terapia (amarte) apresentou no passado dia 13 de setembro, pelas 21h30 no Auditório da Biblioteca Municipal de Mangualde a reconhecida peça ‘My Fair Lady’, baseada na obra de George Bernard Shaw.
‘My Fair Lady’, peça original de 1964, é uma comédia musical que conta a história de Eliza Doolittle, uma mendiga que vende flores pelas ruas escuras de Londres à procura de algum dinheiro. Numa dessas noites, Eliza conhece um culto professor de fonética, Henry Higgins, bem como a sua incrível capacidade de descobrir muito sobre as pessoas apenas através dos seus sotaques. Quando ouve o horrível sotaque de Eliza, aposta com o amigo Hugh Pickering, que é capaz de transformar uma simples vendedora de flores numa dama da alta sociedade, num espaço de seis meses.
Texto Original – George Bernard Shaw
Encenação e dramaturgia – Maria Aguiar
Coreografias – Helena Couto
Interpretação – Bruno Amaral, Carolina Almeida, Diogo Silva, Fátima Marques, Francisco Almeida, Inês Pinto, João Messias
Bailarinos – Carolina Almeida, Francisco Almeida, Liliana Santos, Mariana Gomes, Pedro Sobral, Soraia Coelho
Grafismo – Nuno Ferreira

16º Campeonato Mundial de Karaté Shotokan WSKA (Odivelas)

IMG_20190824_121658
Joana Venâncio do Centro Bujutsu de Mangualde integra a comitiva portuguesa
Irá decorrer entre o 20 e 22 de Setembro, em Odivelas, a 16ª edição do Campeonato Mundial de Karaté Shotokan da WSKA (World Shotokan Karaté-Do Association), o qual contará com a presença de mais de 700 atletas oriundos dos 5 continentes.
A atleta Joana Venâncio do Centro Bujutsu de Mangualde, foi selecionada para integrar a comitiva portuguesa que irá defender as cores nacionais neste Campeonato e uma vez mais prestigiar as cores da bandeira nacional e de Mangualde.
Relembramos que em Novembro de 2018 a atleta Joana Venâncio foi também selecionada para representar Portugal no Europeu de Karaté da ESKA, conseguindo um 3º lugar em Kumité por equipas (combate).
Ainda da associação UKSB à qual pertence o Centro Bujutsu de Mangualde, também irá juntar-se à atleta Mangualdense, a atleta Mariana Veloso do Centro de Karaté de Celorico da Beira. Ambas as atletas serão acompanhadas pelo Sensei Pedro Veloso.

MANGUALDE CELEBROU FESTA DE NOSSA SENHORA DO CASTELO

20190908_113554
Mangualde celebrou de 6 a 8 de setembro, a sua padroeira, Nossa Senhora do Castelo.
Numa programação e organização da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, estas Festas trazem todos os anos milhares de pessoas ao monte para ali agradecerem as graças recebidas e deixar as suas orações e preces. 
Este ano a festas tiveram início no dia 6, onde pelas 21H00 teve lugar um concerto pela Orquestra Poema. Já no sábado o dia começou com a atuação da Associação Cultural Azurara da Beira, às 18h, seguida do espetáculo da Alcatuna. O grande momento deste dia teve lugar pelas 20h30 com a Procissão das Velas, onde centenas e centenas de pessoas percorrem as escadinhas em oração até à Ermida. Este ano, a procissão das velas, teve ainda uma paragem, onde, já no recinto da Igreja, o andor de Nª Srª do Castelo ladeado do Grupo Coral da Paróquia da Cunha Baixa esperavam os fiéis para, antes da entrada do andor e da procissão no templo ter lugar uma bonita serenata a Nª Senhora.
A noite de sábado continuou depois, com grande animação musical.
O dia seguinte, dia 8, dia da Padroeira e feriado municipal, começou pelas 09h45, com a procissão saída da Igreja da Misericórdia, nela se incorporando o andor de N. Sr.ª do Castelo, a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde e outras provenientes de várias localidades do concelho, bem como outras instituições e diversas entidades civis e militares com destino ao Santuário. À chegada foi celebrada a eucaristia, presidida pelo Bispo da Diocese, D. António Luciano. A celebração religiosa terminou com a entrada da Senhora na Ermida, após a procissão final. 
Durante a tarde teve lugar um desfile etnográfico e um desfile de concertinas e à noite voltou a animação musical.

“A Nossa Senhora do Castelo de Mangualde é um dos mais famosos e concorridos santuários da Beira Alta, com a romaria anual de 8 de setembro, data esta que também coincide com o feriado municipal. O edificado existente é representativo do património cultural edificado mais importante de Mangualde. Com a classificação de património de interesse público, a ermida da N. Sr.ª do Castelo é a imagem que melhor simboliza e identifica as terras de Azurara. 
Ergue-se no mais alto monte do mesmo nome, sobranceiro à cidade de Mangualde, a 629m sobre o nível do mar, num lugar paradisíaco, de onde se desfruta um dos mais belos e vastos panoramas, a perder de vista, de todo o espaço que o circunda.”

FESTA DE Nª. SRª. DO BOM SUCESSO

dav

dav


No passado fim de semana, 14 e 15 de setembro, centenas de pessoas participaram na Festa de Nª Srª do Bom Sucesso em Chãs de Tavares.
No sábado, pelas 14H00 realizou-se um torneio de futebol quadrangular de veteranos e à noite a animação musical esteve a cargo de Tiago Marques e às 22H00 do grupo Hi-Fi.
No domingo, a manhã iniciou com uma arruada pela Banda Filarmónica Boa Educação de Vila Cova de Tavares que, depois, pelas 10H00 acompanhou a procissão que saiu da Igreja matriz em direção ao Monte de Nª. Srª. do Bom Sucesso, onde, pelas 11H00 foi celebrada missa campal.
No final da missa, realizou-se a procissão pelo no monte, passando pela recinto da feira e regressando os andores ao adro da capela de Nª Srª do Bom Sucesso.
À tarde atuou a Tuna Realense seguindo pelas 16H00 o Rancho Folclórico “Os Azuraras” de Quintela.

MANGUALDE vibrou COM mais uma edição das “FESTAS DA CIDADE”!

Festas da Cidade 2019 (1)
JOSÉ MALHOA, ÁUREA E O DJ WILSON HONRADO FORAM ALGUMAS DAS ATRAÇÕES PRINCIPAIS
Mangualde vibrou com mais uma edição das Festas da Cidade, entre os dias 30 de agosto e 1 de setembro, organizada pela Câmara Municipal. Os mangualdenses aderiram em peso, com milhares de pessoas a encher as ruas da cidade para assistir, entre outros espetáculos, aos concertos de José Malhoa e Áurea. Para além das atrações musicais, decorreu ainda o Fim de Semana Gastronómico, entre os dias 31 de agosto e 1 de setembro.
Para além das atuações dos “cabeça de cartaz”, outros artistas e várias atividades animaram as Festas, entre os quais: as atuações das Sevilhanas da Universidade Sénior, das Bandas Filarmónicas: Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, Banda Filarmónica de Tibaldinho e da Sociedade Filarmónica Lobelhense, dos grupos de Ranchos Folclóricos: Rancho Folclórico de Mangualde, Rancho Folclórico “Os Camponeses da Mesquitela”, Rancho Folclórico “Os Azuraras” de Quintela, Rancho Folclórico “Os Rouxinóis do Dão” de Fagilde e do Rancho Folclórico “Coração da Beira” de Contenças de CimaRancho Folclórico Infantil “Tia Matilde”, Rancho Folclórico “Os Azuraras” de Quintela, do Melody Guys, da Relax Band e da Alcatuna.
Mas nem só de música se fez o certame. As Festas da Cidade contaram ainda com o X Open de Xadrez Cidade de Mangualde Internacional, com a “Hora da Magia” com Henrique Silva, com o Jogo de Veteranos, com o Concurso Nacional Pesca Desportiva “Cidade de Mangualde” e com a já habitual largada de pombos.

SESSÃO SOLENE DE ABERTURA DO ANO LETIVO 2019/2020

DSC05577
Realizou-se na tarde do passado dia 13 de setembro, no Pavilhão Municipal de Mangualde a Sessão Solene de Abertura do Ano Letivo 2019/2020.
Na cerimónia estiveram presentes todas as “forças vivas” do nosso concelho, tendo presidido ao evento o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde em exercício, Dr. Elísio Oliveira. No decorrer da cerimónia foram também reconhecidas as prestações dos alunos dos Quadros de Excelência dos vários ciclos de ensino e entregues os prémios Rotary Clube de Mangualde, ao melhor aluno do ano. Como habitualmente, também o Crédito Agrícola distinguiu os alunos que se cotaram com as maiores médias na conclusão do Ensino Básico, do Secundário e do Profissional.
A exemplo do que tem vindo a acontecer em anos anteriores, também este ano, o Agrupamento de Escolas de Mangualde prestou homenagem a um dos seus docentes, o Professor Manuel Alves Figueiredo, pelo trabalho e dedicação que tem dedicado às Escolas de Mangualde.
A cerimónia foi ainda abrilhantada pela prestação da Orquestra +Música e pelo grupo de Ginástica do Agrupamento de Escolas de Mangualde.
Após os cumprimentos e agradecimentos aos presentes, Agnelo Figueiredo, Diretor das Escolas de Mangualde começou na sua intervenção por recordar a Professora que durante tantos anos apresentou a cerimónia de início de ano Letivo, Adelina Figueira, falecida este ano. De seguida referiu ainda uma outra pessoa ausente, o Dr. João Azevedo, reconhecendo todo trabalho e dedicação que durante anos prestou às escolas de Mangualde.
Salientou o papel da escola no dever de ajudar os alunos a crescer e a tornarem-se sempre melhores que a geração anterior, mas sempre claro, desde que os alunos assim o queiram, porque se estes o não permitirem, essa ajuda não será possível.
Cada aluno deve procurar saber naquilo que realmente é bom e depois sim, dedicar-se e progredir no que é bom, em seu favor, como objetivo de vida.
Agnelo Figueiredo deixou o desejo de que todos completem a escola, o secundário e possam ir para o superior.
Salientou ainda as áreas de excelência da Escola, a Orquestra, atualmente numa fase de transição, com Vitor Mendes a substituir o lugar do Professor Admar, e a Ginástica de Mangualde.
Destacou ainda Miguel Monteiro, aluno do Agrupamento de Escolas, que é para todos um exemplo, ao ser aluno do quadro de excelência e também, um atleta que tem alcançado grandes vitórias pelo mundo fora, sendo assim exemplo de preseverança.
O Diretor das Escolas, terminou deixando votos de um bom ano para todos.
Seguidamente o Dr. Marcelo, do Crédito Agrícola, apresentou os prémios da instituição e procedeu à entrega dos mesmos.
Após a entrega dos prémios Crédito Agrícola, José Tomás, Presidente do Rotary Clube de Mangualde, procedeu à entrega do Prémio Felismina Alcântara, que premeia o aluno com melhor desempenho, tendo antes, falado um pouco do movimento rotário e deste prémio que anualmente é entregue pelo clube.
A finalizar as intervenções, usou da palavra Elisio Oliveira, Presidente da Câmara Municipal em exercício que na sua intervenção salientou a escola pública como pilar fundamental do Estado Social bem como, o papel central da escola na promoção da igualdade de oportunidades, sendo a escola o pilar do conhecimento e este a fonte da riqueza das Nações.
A importância da dignificação do papel do Professor e o papel das famílias na educação, foram aspetos também destacados por Elísio Oliveira.
O Presidente em Exercício, referiu também a força que a escola representa como aspeto de atratividade do concelho, fazendo um breve balanço dos investimentos feitos pela Câmara na escola em 2019 e plano para 2020, tendo sempre em conta o bem estar e o melhor ambiente para os alunos, estes, que são a razão de ser da escola e, como ponto de encontro entre a educação e a formação.
Após a cerimónia e em declarações à comunicação social, Agnelo Figueiredo referiu que está tudo pronto para este arranque do novo ano letivo, exceto os professores das atividades extra curriculares. A nível de funcionários “continuamos com a míngua de sempre. Fazemos uma gestão muito rigorosa, muito criteriosa. Não temos todos os funcionários que necessitávamos, mas, tentamos ultrapassar. A Câmara “deu-nos” agora 11 contratos de emprego de inserção, o que foi uma ajuda e que nos vai permitir lançar o ano com condições de segurança mínimas”, salientou.
Agnelo Figueiredo frisou ainda que “o grande desafio deste ano vai ser a transferência de competências para a câmara. Isso é que vai ser a grande batalha”. Poderá ser melhor, porque como referiu, “estarmos mais perto de quem financia, e é bom, mas também pode ser péssimo, porque a escola não pode ser tratada como um departamento da câmara, uma vez que tem necessidades no dia a dia”. “Terá que haver uma transferência de meios para a escola, para que esta funcione, porque senão não pode ser.”, acrescentou.
Estas alterações, vão permitir acima de tudo uma maior autonomia pedagógica às escolas.
Mais uma vez, os alunos do Agrupamento diminuíram neste novo ano letivo, tendo ficado sem alunos a escola de Abrunhosa a Velha e o Jardim de Infância de Contenças de Baixo. Ao todo neste ano, perderam-se 58 alunos, sendo que, atualmente, frequentam o Agrupamento de Escolas de Mangualde, aproximadamente 2250.

FESTA DE Nª SRª DE CERVÃES

20190915_105444
Realizou-se no passado dia 15 de setembro a festa de Nossa Srª. de Cervães em Santiago de Cassurrães.
Como habitualmente, o dia teve início com a procissão saída da Igreja matriz, acompanhada da Banda Filarmónica de Abrunhosa a Velha, vários andores e muitos fiéis em direção à Ermida de Nª Srª de Cervães, onde foi concelebrada missa campal pelos Revºs. Pe. Celestino e Pe. Cunha.