Arquivo mensal: Fevereiro 2015

EDITORIAL Nº 656 – 15/2/2015

SR

Caro Leitor,

Na Beira Alta temos, entre outras grandes marcas, o vinho do Dão. Falar de vinhos nesta nossa zona demarcada é falar de um produto de alta qualidade. Se bem que, com muito esforço e sacrifício dos agricultores. Muitas vezes trabalharam até sem pão, uma vez que as adegas tiveram fases de grandes dificuldades, em que não pagavam a tempo ou horas, a quem com muito suor e lágrimas garante a qualidade deste fruto do trabalho.
Nesta nossa zona, falar de vinhos é também falar de uma pessoa particular – Alfredo Cruz – mais conhecido por Samarreiro Rei do Vinho. Com 84 anos, nascido em Corujeiro – Tondela, ele e os dois irmãos de 71 e 75 levaram uma vida a pagar a pronto.
Depois de dar emprego a tantos agricultores na comunidade viu-se a braços com a justiça por uma fraude de dez milhões na obtenção de subsídio. Subsídios estes, que a serem verdade, lhes foram entregues em cheque ou transferência bancária. E pergunto: será que os 10 milhões ficaram todos no seu bolso? Não houve corrupção para chegar aos 25 milhões? Mas acredito nas autoridades, fazem bem o seu trabalho e saberão com certeza a verdade e facto é que ele foi preso por cinco anos. No fim do ano de 2014, depois de Sócrates…Terão todos ares de corrupção dada a oportunidade?
O caro leitor agora veja a diferença, este senhor com 84 anos uma vida de trabalho árduo e a ajudar os pobres que o solicitavam não é uma cabala e as visitas só sabem o caminho para Évora. Pobre País.

Abraço amigo,