Arquivo mensal: Novembro 2015

GNR

Operação “Via Segura” –  5 detidos por entrada ilegal no país

A Guarda Nacional Republicana intensificou, entre os dias 23 e 26 de novembro, as ações de controlo e de fiscalização nos comboios internacionais e nas estações ferroviárias, com o objetivo de identificar situações de entrada ilegal de pessoas em território nacional.

Os militares da GNR envolvidos nesta operação, de diversas valências operacionais, a exemplo da investigação criminal, da ordem pública e da cinotécnica, incidiram a sua atuação no interior dos comboios internacionais Sud Expresso e Lusitânia Comboio Hotel, bem como nas principais estações ferroviárias.

Em resultado das ações realizadas ao longo da operação foram detidas cinco pessoas, por entrada ilegal em território nacional.

Ao longo dos últimos tempos a GNR tem reforçado as medidas de vigilância e de controlo nas principais vias de acesso rodoviárias e ferroviárias no território nacional.

‘PONTOS E ENCONTROS’ INSPIRAM ESTE NATAL

Até 2 de dezembro, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves

A VEREADORA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MANGUALDE, Mª JOSÉ COELHO, MARCOU PRESENÇA NA INAGURAÇÃO DA EXPOSIÇÃO

Até ao próximo dia 2 de dezembro, é possível ver os trabalhos elaborados pelos munícipes com 65 anos ou mais, no âmbito do atelier de trabalhos manuais ‘Pontos e Encontros’. A exposição está patente na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde e é de entrada livre. Na inauguração, que se realizou na passada quarta-feira, 25 de novembro, marcou presença a Vereadora da Câmara Municipal de Mangualde, Maria José Coelho. A exposição pode ser visitada no horário de funcionamento da Biblioteca Municipal e é uma iniciativa promovida pela autarquia mangualdense.

AUTARQUIA CONTINUA A PROMOVER O ENVELHECIMENTO ATIVO

O atelier de trabalhos manuais ‘Pontos e Encontros’ funciona semanalmente na Biblioteca Municipal e tem como objetivo ocupar os tempos livres de seniores com 65 ou mais anos, promovendo a vitalidade e o potencial de cada um, contribuindo para um envelhecimento ativo. Todas os interessados em participar neste atelier podem inscrever-se no Gabinete de Ação Social da autarquia, pelo telf. 232 619 880 ou pelo e-mail margarida.chaves@cmmangualde.pt.

VENCEDORES DA BOLA E BOLO DOS SANTOS RECEBIDOS PELO EDIL MANGUALDENSE

entrega de prémios

Criar um produto de referência, para produção intensiva e comercialização, assumindo-se o mesmo como agente de promoção associado à marca “Mangualde” foi o objetivo do concurso

ENTREGA DE PRÉMIOS DECORREU HOJE DE MANHÃ NA CÂMARA MUNICIPAL

Hoje de manhã, 27 de novembro, o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, recebeu no Salão Nobre da autarquia os vencedores do Concurso do “Bolo dos Santos” (doce) e “Bola dos Santos” (salgado). Na cerimónia foram entregues os prémios e felicitados os participantes por contribuírem para o desenvolvimento económico e turístico do concelho de Mangualde.

As trancinhas de mel de Judite Martins, na categoria individual, o bolo da Pastelaria Princesa do Castelo e a bola da Pastelaria Espiga Dourada, na categoria profissional, foram as iguarias que mais agradaram ao júri. O júri foi composto por Maria José Coelho, Vereadora da Câmara Municipal de Mangualde, Mafalda Rodrigues, Nutricionista, Adozinda Gonçalves, Chef, e Isaura Amaral, Presidente da Associação Cidade Excelência Turismo de Mangualde.

Na categoria individual, o prémio atribuído ao primeiro classificado foi de 100€, tendo Anabela Couto, 2ª classificada, recebido um cabaz de produtos endógenos e Maria Barboza, 3ª classificada, uma coleção de Livros Municipal. Na categoria profissional, o 1º prémio foi de 300€, tendo ainda os seus autores a oportunidade de ver o seu bolo/bola apresentado no Programa “Somos Portugal” da TVI que esteve em direto da Feira dos Santos, no domingo, 8 de novembro. Na mesma categoria, os 2ºs classificados (bolo e bola) receberam um cabaz de produtos endógenos e os 3ºs uma peça de cerâmica pintada à mão. É de referir que, o 2º e 3º prémios da Bola dos Santos foram atribuídos à Pastelaria Princesa do Castelo. Já no que diz respeito ao Bolo dos Santos, o 2º prémio foi para a Pastelaria Espiga Dourada e o 3º para a Pastelaria Cinderela.

SENSIBILIZAR A POPULAÇÃO PARA A IMPORTÂNCIA DOS PRODUTOS ENDÓGENOS

Qualquer pessoa residente no concelho de Mangualde, a título individual ou profissional, podia concorrer, com o máximo de dois exemplares do bolo e/ou bola desde que os mesmos integrem na sua confeção produtos endógenos de Mangualde e que sejam resultantes de receitas originais. Associada à tradição gastronómica do concelho e da região, este concurso pretendia sensibilizar a população para a importância histórica ou cultural dos produtos endógenos, no contexto do desenvolvimento económico e turístico do concelho de Mangualde; incentivar a inovação, o empreendedorismo e a criatividade ao nível do aproveitamento daqueles produtos / ingredientes, para a criação original de um bolo e /ou de uma bola; e assim criar um produto de referência, para produção intensiva e comercialização, assumindo-se o mesmo como agente de promoção associado à marca “Mangualde”. A iniciativa integrava-se na programação da Feira dos Santos 2015.

GNR

DETENÇÃO POR CAÇA

O Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial da Guarda Nacional Republicana de Mangualde, no dia 26 de novembro de 2015, em Nelas, procedeu à detenção em flagrante delito, de um indivíduo de 43 anos de idade, residente naquele concelho, por crime de caça com meio e por processos proibidos.

O mesmo utilizava laços construídos com cabo de aço e uma lança como arma.

Foram apreendidos 20 cabos de aço e uma lança.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Nelas.

MANGUALDENSES REÚNEM PRESÉPIOS E EXPÕEM EM MOSTRA COLETIVA

DE 1 DE DEZEMBRO A 6 DE JANEIRO

BIBLIOTECA MUNICIPAL DR. ALEXANDRE ALVES

Com a colaboração dos mangualdenses, a Câmara Municipal de Mangualde está a preparar uma exposição de presépios. Esta mostra coletiva resulta da reunião de várias coleções particulares e estará patente de 1 de dezembro a 6 de janeiro, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, em Mangualde. A mostra é de entrada livre, dentro do horário da Biblioteca. Nos domingos, dias 13 e 20 de dezembro, a exposição estará aberta das 15h00 às 18h00.

O Presépio é uma representação do nascimento de Cristo que se tornou costume em várias culturas. Varia em tamanho, em estilo e nº de figuras. Em Portugal, o presépio tem tradições muito antigas e enraizadas nos costumes populares. Tradicionalmente era montado no início do Advento sem a figura do Menino Jesus que só era colocada na noite de Natal, depois da Missa do Galo. O Presépio tradicional português é feito com musgo, vegetação e peças de cerâmicas avulsas. Perto do presépio são colocados os presentes que são distribuídos depois de se colocar a imagem do Menino Jesus. Dada a relevância desta temática para a nossa cultura, muitos cidadãos se têm interessado em recolher e colecionar os mais diversos presépios. Desde as representações em materiais mais clássicos, ao tecido ou papel, à ourivesaria, entre muitos outros, há uma diversidade imensa de materiais usados na construção de imagens dedicadas à referida cena.

A autarquia mangualdense agradece a todos os que contribuíram com os seus exemplares.

MANGUALDE ANTECIPA PAGAMENTO DE SANEAMENTO FINANCEIRO NO VALOR DE 700 MIL EUROS 

AUTARQUIA ESTÁ A PONDERAR SOLICITAR ÀS ENTIDADES COMPETENTES A REPROGRAMAÇÃO

DO PLANO DE ASSISTÊNCIA FINANCEIRA PARA PODER SAIR DA “TROIKA” ANTES 2026

A Câmara Municipal de Mangualde realizou, este mês de novembro, uma operação financeira que visou o pagamento antecipado de mais de 700 mil euros do empréstimo do saneamento financeiro. O bom desempenho e a eficiência financeira da autarquia têm permitido uma gestão eficaz dos dinheiros públicos, o que perspetiva desde já, a possibilidade de uma eventual reprogramação do Plano de Assistência Financeira.

O edil mangualdense João Azevedo considera que “face ao bom desempenho financeiro da autarquia e a uma gestão eficiente dos dinheiros públicos, caminhamos a passos largos para uma consolidação do equilíbrio e da sustentabilidade financeira, estando a autarquia a ponderar solicitar às entidades competentes a reprogramação do Plano de Assistência Financeira para que possamos sair da “troika” antes 2026”. É de salientar que o empréstimo de 2 milhões e 500 mil euros de saneamento está englobado no plano de assistência financeira à autarquia mangualdense que ficará concluído em 2026.

NOVA NOTA DE 20 EUROS ENTROU HOJE EM CIRCULAÇÃO

ng3983211

João Amaral Tomaz, administrador do Banco de Portugal (BdP), apresentou ontem a nova nota de 20 euros, que vai entrar em circulação esta quarta-feira.

A nova nota inclui um elemento de segurança inovador, destaca o BdP: uma “janela com retrato” no holograma. Ou seja, quando se observa a nota contra a luz, a janela torna-se transparente e revela um retrato de Europa, uma figura mitológica grega, que é visível na frente e no verso da nota.

A nova nota de 20, tal como já acontece com as de 5 e de 10, inclui ainda um “número esmeralda” e um retrato de Europa na marca de água.É a terceira nota da série “Europa” e a segunda série de notas de euro, que está a substituir gradualmente a série inicial, introduzida em 2002.

De entre as denominações das notas de euro, €20 é uma das mais utilizadas na área do euro e a mais utilizada em Portugal. Foram produzidas cerca de 4,3 mil milhões de novas notas de 20 euros, distribuídas por diversos países da zona euro.

João Amaral Tomaz frisou que “os portugueses não terão de trocar quaisquer notas”, já que a nota actual continuará em circulação e pode continuar a ser utilizada, não havendo ninguém mandatado, nem nome do BdP, nem de qualquer instituição bancária, para recolher as notas actuais. Se alguém pretender trocar notas da primeira série pelas da nova, sublinhou, deverá dirigir-se ao balcão de um banco ou a uma tesouraria do Banco de Portugal.

“in económico”

NOVO GOVERNO

Sai Passos, entra Costa: 27 dias separam duas tomadas de posse

Governo da coligação PaF foi o mais curto de sempre. Cavaco dá posse a António Costa amanhã.

Sai Passos, entra Costa:  27 dias separam duas tomadas de posse

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, vai na quinta-feira fazer história, ao dar posse a um novo Governo apenas 27 dias depois de ter nomeado o Executivo de Pedro Passos Coelho.

O XX Governo, liderado pela coligação Portugal à Frente (PSD/CDS) foi o mais curto de sempre. Passos Coelho tomou posse a 30 de Outubro e o seu executivo foi chumbado pelos deputados, com a aprovação de uma moção de rejeição apresentada pelo PS, a 10 de Novembro. Duas semanas depois, Cavaco Silva “indica” António Costa para primeiro-ministro. Amanhã o novo Governo que nasceu dos acordos do PS com os partidos de esquerda toma posse no Palácio da Ajuda.

Entre a tomada de posse de Passos e a de Costa passaram 27 dias. Só em 1975 o País teve um Governo tão curto: o V Governo provisório, liderado por Vasco Gonçalves, durou pouco mais de um mês, entre 8 de Agosto e 19 de Setembro. O Governo constitucional mais curto de sempre foi o de Nobre da Costa, em 1978, que durou menos de três meses.

Nobre da Costa também viu pela primeira vez ser aprovada uma moção de rejeição. O chumbo ao governo de Passos também fez história por ter sido a segunda vez que uma moção de rejeição foi aprovada.

O Governo de António Costa, que toma posse amanhã às 16h, conta com 17 ministros e 41 secretários de Estado. São, ao todo, incluindo o primeiro-ministro, 59 governantes. Mais seis que o Governo Passos-Portas II.

“in Económico”

ANTÓNIO COSTA É PRIMEIRO MINISTRO

Secretário-geral do PS foi indigitado por Cavaco Silva. Quase dois meses depois das eleições, e após a queda do governo PSD/CDS, Portugal terá um novo governo. Agora socialista, apoiado no Parlamento por BE, PCP e Os Verdes. Presidente da República diz que um governo de gestão “não corresponderia ao interesse nacional”

António Costa foi indigitado primeiro-ministro esta terça-feira de manhã por Cavaco Silva. A informação é confirmada por uma nota divulgada pela Presidência da República, minutos depois do fim da audiência desta manhã entre o líder socialista e o chefe de Estado.

A reunião, que estava marcada para as 11h e durou cerca de uma hora, foi a segunda a juntar Cavaco Silva e António Costa em apenas dois dias – o socialista saiu em silêncio de Belém. A Presidência emitiu uma curta nota a explicar a indigitação.

“O Presidente da República de República decidiu, ouvidos os partidos políticos com representação parlamentar, indicar o Dr. António Costa para primeiro-ministro”, lê-se na nota distribuída aos jornalistas que se encontravam no Palácio de Belém.

Na nota, divulgada minutos depois de António Costa ter saído de Belém, é ainda referido que a continuação em funções do XX Governo Constitucional, liderado por Pedro Passos Coelho, em gestão “não corresponderia ao interesse nacional”.

“As informações recolhidas nas reuniões com os parceiros sociais e instituições e personalidades da sociedade civil confirmaram que a continuação em funções do XX Governo Constitucional, limitado à prática dos atos necessários para assegurar a gestão dos negócios públicos, não corresponderia ao interesse nacional” – lê-se no documento.

E justifica-se: “Tal situação prolongar-se-ia por tempo indefinido, dada a impossibilidade, ditada pela Constituição, de proceder, até ao mês de abril do próximo ano, à dissolução da Assembleia da República e à convocação de eleições legislativas”.

Cavaco Silva refere ainda que “tomou devida nota da resposta do Secretário-Geral do Partido Socialista às dúvidas suscitadas pelos documentos subscritos com o Bloco de Esquerda, o Partido Comunista Português e o Partido Ecologista “Os Verdes” quanto à estabilidade e durabilidade de um governo minoritário do Partido Socialista, no horizonte temporal da legislatura”, pelo que decidiu indicá-lo para primeiro-ministro.

Segunda-feira, o chefe de Estado tinha recebido o líder socialista no Palácio de Belém para lhe apresentar seis condições que, no seu entender, garantam uma solução governativa “estável, duradoura e credível”.

António Costa saiu da audiência de segunda-feira sem dizer uma palavra, mas oito horas depois acabou por responder às condições de Cavaco Silva através de uma missiva cujo conteúdo não foi revelado. No entanto, a carta seguiu para a Presidência da República com conhecimento dos restantes partidos de esquerda, que apoiam um Governo de iniciativa PS.

“in Expresso”