Arquivo mensal: Dezembro 2017

EDITORIAL Nº 721 – 15/12/2017

serafim tavares
Caro leitor

Na minha aldeia, num belo dia de sol, com céu azul, surgia uma conversa entre duas pessoas que se conheciam e que pelas circunstâncias ainda não se tinham cumprimentado, até que uma para dar início à conversa disse:
– Que rico dia de sol maravilhoso!
E a outra, mal humorada, com irritação na voz disse:
– E o que é que você fez para merecer um dia assim?
Este é um exemplo da negatividade que certas pessoas conseguem difundir. Mau humor todos nós temos, um dia por outro, mas há pessoas que abusam e fazem do mau humor um estado de espírito, tanto para os seus colegas como para a entidade patronal. Estão sempre de mau humor. Olham para o céu azul e perguntam se não vai chover. O mal humorado anda sempre a contrariar os sentimentos alheios. Quando toda a gente está bem disposta, ele encontra razões para estar triste. Quando toda a gente ajuda, ele encontra uma desculpa para fazer outra coisa. Como é possível? Ser radical pode ser uma boa qualidade, quando se vai à raiz das questões e se tem a profunda convicção da importância de determinados valores e posturas. Outra coisa é alimentar o mau humor, estrito e doentio, distanciado da realidade e disfarçado dos próprios medos. Devemos ser firmes na nossa fé e retos nos comportamentos, sem sermos teimosos ou retrógrados. As pessoas nunca devem estar umas contra as outras, mesmo que outras ajam de maneira diferente da nossa.
O homem nunca sabe tudo, ou seja, o ser humano vive numa constante aprendizagem. A entidade patronal, se respeita, deve ser respeitada, pois para pagar o salário ao fim do mês passa muitas noites sem dormir. Nem tudo são rosas.
D. Dinis procurou à Rainha Santa Isabel (Rainha dos Pobres):
– Que levas aí no regaço?
– São rosas, Senhor, são rosas.
E passaram a ser!
Mas no trabalho e nas empresas, nem tudo são rosas

Abraço amigo,

ASSEMBLEIA MUNICIPAL ELEGEU REPRESENTANTES

No passado dia 6 de dezembro, no Auditório dos Paços do Concelho, realizou-se uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Mangualde com o propósito da eleição de vários representantes como a seguir indicamos:
“Eleição de quatro representantes na Comissão Alargada de Proteção de Crianças e Jovens em Risco de Mangualde”
O senhor Serafim Tavares propôs, como lista A, do P.S.D.: Catarina Lourenço, Miguel Sousa, Gabriel Sousa e Filipe Pinto. Tornar-se assinante para continuar a ler…

Jantar de Reis
GRUPO DE VOLUNTARIADO COMUNITÁRIO DA LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO DE MANGUALDE
Na sequência do peditório nacional da Liga Portuguesa Contra o Cancro, realizado nos dias 1-2-3-4-5 de Novembro de 2017, gostávamos de agradecer a todos quantos contribuíram no Concelho de Mangualde para o mesmo, bem como a todos os voluntários que se disponibilizaram para a realização deste peditório nas diversas aldeias do concelho de Mangualde.
Tornar-se assinante para continuar a ler…