Arquivo mensal: Março 2018

EDITORIAL Nº 727 – 15/3/2018

serafim tavares
Caro leitor,
O tempo de casamentos é o ano inteiro, mas é claramente na primavera e no verão que as pessoas se dispõem mais a casar.
À saída da igreja, choveram rosas e arroz e os noivos passaram a correr. Felizes, abraçados e cheios de alegria contagiante. Tal e qual como nos filmes, assim é na vida real.
A menina vestida de branco, com um laço comprido, flores na cabeça e ar solene, segurava a cauda do vestido. Como no meu tempo.
Uns passos mais à frente, a menina largou o vestido, esquecida dessa tarefa, e correu a dar a mão à noiva. A menina esticou os pés e sem dobrar os sapatinhos novos, puxou pelo braço da noiva e pediu um beijo. Preferia o colo, mas a noiva não pôde pegar-lhe. A noiva distribuiu beijos, recebia abraços e retribuía sorrisos. Uma das mãos compunha distraidamente o vestido enquanto a outra permanecia agarrada à mão da menina, que a acompanhava aos saltos antes do altar.
Os sinos da igreja tocaram e tudo naquela cena ficou ainda mais nostálgico e comovente. O véu flutuava no ar, trespassado pela luz do sol. O vestido, esse, arrastava-se naquele som delicado e inconfundível. Era tudo risos e festa.
O noivo abraçava os rapazes solteiros e deixava-se abraçar por todos como uma criança feliz e orgulhosa. Ria e chorava. Ao seu lado, um rapaz com os mesmos olhos, o mesmo sorriso e o mesmo feitio, passava pela multidão com igual orgulho, escoltava o pai e estava feliz como ele, por ele.
Composto e elegante com o seu casaco e gravata, o rapaz movia-se com um propósito – serem felizes.
Abraço amigo,

IMAGINANDO

francisco cabral
Parte 33

Todo o Supra Universo constituído, é  um pensamento da Mente Universal que sustenta Sua criação, e enquanto se mantiver atenta no Colectivo continuamos a ser “Sua Ilusão”, porque nos integramos na Sua Parte que só regressará à Fonte, quando os Átomos emanados (Átomos Permanentes que constituem a ALMA UNIVERSAL)  terminarem o ciclo de experiências ou seja as experiências do nosso próprio PAI.
Tornar-se assinante para continuar a ler…

MEDITANDO NO EVANGELHO

«querer[iam] dar-Lhe a morte […] também por chamar a Deus seu Pai”»
Até aos nossos dias, que são os últimos, Deus foi permitindo que nos deixássemos conduzir ao sabor das nossas inclinações desordenadas, levados pelos prazeres e pelas paixões. Não que Ele tivesse o menor prazer nos nossos pecados; de modo nenhum! Apenas tolerava este tempo de iniquidade, sem nele consentir. Preparava assim o tempo atual da justiça, a fim de que, convencidos de termos sido indignos durante esse período por causa das nossas faltas, nos tornássemos agora dignos dele em razão da bondade divina. […]
Ele não nos odiou nem nos rejeitou. […] Enchendo-Se de piedade por nós, encarregou-Se Ele mesmo das nossas faltas e entregou o seu próprio Filho em resgate por nós: o santo pelos ímpios, o inocente pelos malfeitores, «o justo pelos injustos» (1Pe 3,18), o incorruptível pelos corrompidos, o imortal pelos mortais. Que outra coisa, para além da sua justiça, teria podido cobrir os nossos pecados? Em quem poderíamos ser justificados […], senão no Filho único de Deus? Suave troca, obra insondável, benefícios inesperados! O crime de uma multidão é coberto pela justiça de um só e a justiça de um só justifica inúmeros culpados. No passado, Ele convenceu a nossa natureza da sua incapacidade para alcançar a vida; agora mostrou-nos o Salvador capaz de salvar o que não podia ser salvo. Por estas duas vias, quis encher-nos de fé na sua bondade e fazer-nos ver nele o que dá o alimento, o pai, o mestre, o conselheiro, o médico, a inteligência, a luz, a honra, a glória, a força e a vida.

“Rota da Floresta – Programa Eco-Escolas” “A IMPORTÂNCIA DA FLORESTA NA SAÚDE DE CADA UM” DEBATIDA EM MANGUALDE

Amanhã, dia 16, realizar-se-á uma palestrada sobre a “A importância da floresta na saúde de cada um”. Esta ação, organizada pela Câmara Municipal de Mangualde e pelo Agrupamento de Escolas Mangualde, decorrerá na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, tendo início marcado às 21 horas.
O Professor Doutor Jorge Paiva será o orador desta palestra inserida na Rota da Floresta – Programa Eco-Escolas, numa noite que contará ainda com a atuação da Orquestra Juvenil das Escolas de Mangualde.