Arquivo mensal: Janeiro 2019

25º “Mangualde Hard Metal Fest”

IMG-7197
Este sábado, 12 de janeiro, o Centro Recreativo e Cultural de Santo André, em Mangualde, encheu para o “Mangualde Hard Metal Fest”, o 1º festival de Rock de 2019 em Portugal. Mais de 1000 pessoas, de Portugal e de vários pontos da Europa, assistiram à 25ª edição do festival que trouxe a Mangualde 11 bandas, de cariz nacional e internacional. O autarca de Mangualde, João Azevedo, como habitualmente, marcou presença no Festival. “É um festival alternativo que trás muita gente a Mangualde, dinamiza a economia local e promove Mangualde. A organização está de parabéns. Celebrar os 25 anos de um festival é sinónimo de dedicação e sucesso.”, atenta o Presidente.
O evento, considerado um dos dez festivais de Metal indoor mais antigos do mundo e o mais antigo em Portugal, juntou em Mangualde nomes consagrados do Hard Metal. Os músicos CHRIS HOLMES, dos USA, STEVE GRIMMETT, o mítico vocalista dos GRIM REAPER da NWOBHM, de Inglaterra, e os alemães NIGHT IN GALES foram estreias no festival e em Portugal. O festival contou ainda com atuações de GAMA BOMB, da Irlanda, AGRESSOR, da França, dos galegos BALMOG e dos portugueses IRONSWORD, BASALTO, AFFAIRE, DARK OATH e ANALEPSY.
“É um desafio organizar este evento no interior do país, cada vez mais desertificado, mas que já conquistou o seu público e há, por exemplo, emigrantes, que tiram férias nesta altura para estarem no festival de terras de Azurara. Temos o nosso público desde sempre, estamos a conquistar novos fãs e vêm pessoas de todo o país e de Espanha, temos os emigrantes e, por exemplo, do Porto, já é costume organizarem, pelo menos, um autocarro para participarem no festival”, contou José Rocha, da Rocha Produções, entidade organizadora do festival que contou com o apoio do Município de Mangualde.

CONVÍVIO DE S. JULIÃO

Mais uma vez, a paróquia de Mangualde celebrou o seu padroeiro – S. Julião. A celebração teve início no Sábado pelas 16:00 com os Cantares de Reis e das Janeiras, com o Patrocínio da ACAB, na Igreja de S. Julião. Seguiu-se a PARALITURGIA de S. Julião com a apresentação do Hino de S. Julião da autoria do David Júnior e de um pequeno filme «doméstico» sobre S. Julião e Santa Bassilisa.
Pelas 19 horas realizou-se a PROCISSÃO com a Imagem de S. Julião (da Igreja de S. Julião para a Capela do Desterro, no Largo da Câmara Municipal)
No domingo, o dia começou pelas 09H15 com a Arruada pelas ruas da cidade com a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Mangualde, seguindo-se o Cortejo de Entrada com a imagem de S. Julião (da Capela do Desterro para a Igreja Paroquial)
Pelas 10H30 teve lugar a missa solene de S. Julião.
A tarde de domingo, e como habitual, foi a hora do tradicional convívio de S. Julião, no Auditório do Complexo Paroquial, com a presença de vários grupos que demonstraram a sua vontade em participar e assim engrandecer ainda mais este grande convivo paroquial.
No final da tarde cultural, teve lugar um lanche partilhado realizado com o que cada um se propôs trazer.

PELAS RUAS DE MANGUALDE AINDA SE MANTÉM A TRADIÇÃO DAS JANEIRAS

DSC04782

DSC04812

DSC04816

DSC04817
O cantar as Janeiras é uma tradição que junta pelas ruas, grupos de pessoas a cantar músicas anunciando o nascimento de Jesus e desejando um feliz ano novo.
Antigamente estes grupos iam de porta em porta, pedindo aos residentes as sobras das Festas Natalícias.
Hoje em dia, a tradição de andar de porta em porta, tem vindo a diminuir e tem dado lugar aos vários encontros de cantadores de janeiras, normalmente organizados pelos grupos folclóricos locais.
No concelho de Mangualde ainda se procura manter a tradição das Janeiras. Assim, de há uns anos a esta parte, a Orquestra Juvenil + Música do Agrupamento de Escolas de Mangualde, tem dado um brilho e alegria especial às ruas de Mangualde, onde, à porta dos estabelecimentos comerciais e das várias instituições cantam as janeiras e, ao mesmo tempo, procuram angariar fundos para manutenção e aquisição de material de apoio para o funcionamento da Orquestra. De salientar o ótimo trabalho desenvolvido pela Orquestra e a generosidade de todos os que contribuíram dando “umas janeirinhas”. Salientamos a oferta da Câmara Municipal que, já anteriormente havia mostrado disponibilidade, para a aquisição de novas tshirt›s para todos os elementos da Orquestra e Escola de Formação.
Além desta tradição do cantar das janeiras pelas ruas, em Mangualde realizam-se também vários encontros de cantadores de janeiras, que juntam sempre um grande número de grupos folclóricos e associações que ainda procuram manter viva esta tradição.
Renascimento pode assistir ao encontro que teve lugar na tarde do passado dia 6 de janeiro, na Igreja Paroquial de Mangualde. Este encontro de Cantadores de Janeiras e Reis reuniu 18 grupos que, com diversas músicas e atuações juntaram centenas de pessoas para ouvirem a Amarte – Associação pelo Movimento, Arte e Terapia; a Orquestra Juvenil “+ Música” – Agrupamento de Escolas de Mangualde; o Rancho Folclórico “Os Azuraras” de Quintela; o Rancho Folclórico Vale De Açores; o Grupo de Cantares de Sobral de Pinho; o Rancho Folclórico Verde Gaio de Lordosa; a Associação Sons de Adside; o Grupo de Cantares da Associação Cultural Azurara da Beira; o Agrupamento de Escuteiros 956 Repeses; o Rancho Folclórico das Termas do Carvalhal; o Grupo de Cantadores de Janeiras de Lalim; o Grupo de Trajes e Cantares de Loumão; o Grupo Cultural e Recreativo de Santo Amaro de Azurara; o Rancho Folclórico do Centro Social Cultural de Orgens; a Tuna da Confraria de Saberes e Sabores da Beira Grão Vasco; o Rancho Folclórico de Torredeita; o Rancho Folclórico Flor do Sabugueiro; e o Rancho Folclórico de Paranhos da Beira. Esta iniciativa foi organizada pela Fundação Inatel e teve o apoio da Câmara Municipal de Mangualde.
Mais do que palavras, deixamos algumas imagens das Janeiras pelo Projeto +Música do Agrupamento de Escolas de Mangualde pelas ruas de Mangualde e do Encontro de Janeiras e Reis na Igreja do Complexo Paroquial de Mangualde.

NÓS ALIANÇA

20190113_121854
Nós Aliança reuniu em Leiria com o seu Presidente Pedro Santana Lopes e o candidato às europeias Pedro Sande.
O Presidente do partido, anunciou também o candidato à Assembleia. Com sala cheia Pedro Santana Lopes falou ao País enumerando as dificuldades que todos atravessamos dizendo também que o “Nós Aliança” nasceu para estar ao lado dos Portugueses.
Confrontado pelos os jornalistas a comentar o estado do PSD, recusou falar sobre esse tema.
Temos um grande partido e um grande líder ao serviço de Portugal.

80 ANOS DE VIDA

20190105_141747
Celebrar qualquer que seja o aniversário de nascimento é por si só motivo de festejo, mas, quando os anos passam e permitem a celebração de idades mais avançadas, a família regozija e os festejos têm ainda maior significado.
Foi assim, no passado dia 5 de janeiro, com a celebração dos 80 anos de vida do Sr. Serafim Albuquerque Gomes Ferreira “Quintela”, de Avelal – Sátão, padrinho do nosso diretor.
Para assinalar tão bonita data, o Sr. Serafim promoveu alegre almoço para familiares e amigos, num total de 40 pessoas no restaurante “Terma’s Park Hotel e Rastaurant”.
O Sr. Serafim é casado com a Srª. D. Maria de Lurdes Gomes Rei e pai de três filhos, o Fernando, o Carlos e a Emília.
Ao aniversariante, Renascimento renova votos de muitas Felicidades.

Almoço de Reis solidário

20190106_135329
No passado dia 6 de janeiro, pelas 12H30, o Grupo de Voluntariado Comunitário de Mangualde da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) promoveu a realização de um Almoço de Reis, no Restaurante Marés Vivas – Praia Artificial de Mangualde.
A iniciativa tem como objetivo a angariação de fundos a favor da LPCC e além do convívio e ato solidário que todos os presentes demonstraram, houve ainda um momento musical com Telma & Cristiana.
A participação neste evento solidário tinha o valor de 12 euros por pessoa, dos quais 4 euros reverteram a favor da Liga.
Foram cerca de 200 as pessoas que este ano se juntaram neste evento solidário, mais uma vez, demonstrando a clara generosidade das gentes de Mangualde apoiando esta causa realmente importante.
Através do nosso jornal, Manuel Marques, deixa um agradecimento público
“Em nome do Grupo de Voluntariado Comunitário de Mangualde da LPCC quero agradecer às  duas centenas de pessoas que estiveram presentes neste almoço e que mostraram a solidariedade que existe no Concelho de Mangualde, espero que tenham saído contentes deste grande almoço de Reis solidário.
Um agradecimento aos Senhores Vereadores da Câmara Municipal de Mangualde, Sr. Presidente e Tesoureira da União de Freguesias de Mangualde Mesquita e Cunha Alta, Sr. Provedor da Santa Casa da Misericórdia, Sr. Presidente dos BVM, representante da Caixa Agrícola, também a eles que neste dia não deixaram de ser solidários muito obrigado pela vossa presença. 
CONTRA O CANCRO TODOS CONTAM
Para todos aquele abraço.”

ABRUNHOSA A VELHA

dav

dav


Fogueira de Natal
A pequena e bela aldeia de Abrunhosa-a-Velha, banhada pelo maravilhoso Rio Mondego e as suas esplêndidas vistas da Serra da Estrela, muito ciosa das suas tradições, mais uma vez, os jovens tentam preservar e até mesmo recuperar tradições antigas. Desta vez com um motivo ainda mais para elogiar o empenho e dedicação com que um grupo de jovens, sem ser o ano que lhes pertencia a realização da já tradicional Fogueira de Natal, resolveram trabalhar e lutar para que se mantenha esta já secular tradição.
Na noite de 24 de Dezembro realizou-se mais uma fogueira de Natal organizada pelos jovens e por pessoas com mais experiência na sua preparação, nomeadamente, na realização do “quadrado” que é a base da fogueira.
Os responsáveis pela realização da fogueira, os chamados mordomos, são: Rúben Soares; Joel Rodrigues; César Mota. Mas para que se realize esta tradição, os jovens, em tom de convívio e diversão começaram muito tempo antes a preparar a lenha para ser trazida para largo da igreja (o chamado Adro da igreja) com a ajuda de tratores.
A fogueira é uma forma de convívio reencontro de pessoas que estando fora da povoação, nessa noite voltam à sua terra e à sua família.
Escola Primária
Com o objectivo de participar num concurso/projecto da “Ajudaris 18 Histórias da Ajudaris”, a EB1 de Abrunhosa-a-Velha, participou e foi selecionada com um texto de Titulo: “A conclusão do Pompi e a do Pinguim trapalhão” que fala de um assunto que a todos nos preocupa e que é o aquecimento global escrita pela Jovem Daniela Amaral.
Este livro envolveu os distritos de Coimbra e Viseu estando à venda pelo módico preço de € 5,00 na escola e reverte integralmente para o apoio a famílias e crianças carenciadas.
É de louvar todo o trabalho feito pelas crianças e pela maravilhosa professora que tanto os incentiva. Muitos parabéns.
Como já tem acontecido todos os anos, os jovens da Escola Primária de Abrunhosa-a-Velha, vêm cantar as Janeiras, uma tradição ancestral e que eles, e muito bem, festejam.
Para eles um grande obrigada por esta iniciativa. OBRIGADA continuem pois são o nosso futuro e a garantia de que as tradições são importantes e têm seguidores.
Isaura Amaral

ASSESSORIA DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MANGUALDE REALIZOU MAIS UMA VISITA AO PATRIMÓNIO CONCELHIO

DSC04819
Na manhã do passado dia 12 de Janeiro, a Assessoria de História e Geografia de Portugal do Agrupamento de Escolas de Mangualde, realizou mais uma visita no âmbito da atividade “O património local ao serviço da comunidade”, desta feita à Casa dos Condes de Mangualde (Estalagem Casa d’Azurara). Esta visita era destinada aos alunos do 6º ano, encarregados de educação e público em geral e, como habitualmente, teve início pelas 10H30 no Largo Dr. Couto, junto à Câmara Municipal de Mangualde, onde os participantes se reuniram, seguindo depois até ao monumento a visitar, situado a poucos metros do Largo da Câmara.
Já no local, foi com grande atenção que todos escutaram as explicações do Dr. João Carlos sobre um dos vários solares existentes no concelho de Mangualde e depois, poderam apreciar as belezas que o edifício contém, tanto interiormente como exteriormente.
De referir que, neste ano letivo, a assessoria já realizou visitas à Igreja Matriz (13 de outubro – 6º ano); à Anta da Cunha Baixa e Citânea da Raposeira (10 de novembro – 5º ano) e Casa dos Condes de Mangualde (12 de janeiro – 6º ano). Estão ainda previstas as visitas ao Solar de Guimarães de Tavares (9 de março – 6º ano) e Torre de Gandufe e Real Mosteiro de Fornos de Maceira Dão (16 de março – 5º ano).

ÂNGELO MARQUES APRESENTOU A OBRA “AMOR DE VÁRIAS VIDAS”

“Amor de Várias Vidas”, de Ângelo Marques, foi apresentado no sábado, dia 5 de janeiro, à comunidade mangualdense. A ação teve lugar na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves e contou com a presença do Vereador da Cultura, João Lopes.
SINOPSE
“Dou à costa na tua praia,
cansado de navegar
por sonhos turvos de medo,
ofegante de suspirar
cada sentido segredo,
sob a força da brisa
que provém do teu sorriso
e sob a luz brilhante do teu olhar
que descansa na minha boca
lá depositada pelo teu beijo…”
Sobre o autor
Ângelo José Andrade Marques nasceu há 55 anos em Canas de Senhorim, uma vila do interior do distrito de Viseu.
Desde cedo ousou fazer breves incursões pela pintura, gosto que, anos mais tarde, veio a consolidar através da realização de várias exposições. Contudo, não satisfeito nem acomodado, resolveu iniciar-se na escrita depois de tempos conturbados no campo pessoal e amoroso. Foi induzido pela torrente de emoções, tentando exprimir-se através de palavras carregadas de um mundo de sentimentos.
A sua vida, entretanto, sofreu inúmeras mudanças, acabando por sair do país e procurando residência no exterior. Isto, é o que importa, para já, saber, pois como dizia Fernando Pessoa “Se depois de eu morrer, quiserem escrever a minha biografia, não há nada mais simples. Tenho só duas datas: a de minha nascença e a de minha morte. Entre uma e outra, todos os dias são meus…”, conta-nos o autor.

FESTA DE REIS DAS IPSS’S DO CONCELHO

49343342_2273144412718133_2421776760786911232_n
Utentes das várias IPSS’s do concelho, reuniram-se na tarde do passado dia 8 de janeiro no Centro de Dia da Cunha Baixa, para celebrar a Festa do dia de Reis.
A tarde começou a celebração da Eucaristia presidida pelo Bispo de Viseu, D. António Luciano, concelebrada pelos Revºs Pe. Rocha, Pe. Edson e Pe. Paulo, tendo estado a animação litúrgica a cargo da Universidade Sénior de Mangualde.
Após a celebração da Eucaristia, teve lugar a animação cultural, onde, como de costume, as instituições presentes, mostraram um pouco do “trabalho” realizado pelos seus utentes com destaque para o teatro e os cantares de janeiras.
A tarde terminou com um lanche convívio para todos.