CONSULTÓRIO

dr. raul
AS ALERGIAS ALIMENTARES ESTÃO EM ASCENSÃO!
Cada vez há mais alergias alimentares!
Duplicaram no espaço de cinco anos e não parecem querer abrandar. As crianças são as mais atingidas, três vezes mais do que os adultos.
Como é que se explica uma tal progressão recente das alergias alimentares?
Parecem existir sete razões principais:
– Um melhor despiste das alergias – o grande público e os profissionais de saúde estão cada vez mais sensibilizados e vigilantes face a este problema de saúde.
– Diminuiu grandemente o aleitamento materno – numerosos estudos atribuem um efeito preventivo do aleitamento materno sobre as alergias. E se o aleitamento materno é cada vez menos frequente também, paralelamente, o período de aleitamento é mais curto.
– Uma diversificação alimentar muito precoce – a diversificação demasiado precoce de alimentos em bebés constitui um factor de progressão das alergias alimentares; não deve iniciar-se a diversificação alimentar antes dos 6 meses de vida. De outra forma, só o leite é indispensável até à idade de 6 meses e, de preferência, leite materno.
– Excesso de higiene – o desenvolvimento da higiene tem um inconveniente, o de multiplicar os casos de alergia. Com efeito, com a ideia de “asseptisar” o mais possível o meio que nos rodeia, o nosso sistema imunitário torna-se mais sensível às reacções alérgicas.
– Os alimentos exóticos – a alimentação chamada “exótica” pode originar, nalgumas pessoas, reacções alérgicas. São principalmente: as especiarias (caril e paprica), os condimentos, os frutos exóticos (Kiwi, pêra abacate, lichias), os grãos de sésamo, frutos secos (amendoim, caju), etc.
– As preparações industriais – o modo de vida moderna leva-nos a comer, cada vez mais, pratos já preparados. Ora, estes contêm alergéneos mascarados cujos consumidores não têm consciência.
– Os aditivos alimentares – corantes, edulcorantes, aromas, espessantes, gelificantes, incrementadores de sabor, estabilizantes são aditivos usados correntemente na indústria agro-alimentar moderna. Eles podem ser responsáveis por novas reacções em pessoas com alergias alimentares.
Deste modo não é difícil aceitar que se assista a uma subida, tão espectacular, das alergias alimentares.
Está na hora de voltarmos à alimentação mais tradicional, mais caseira, mais pura e biológica pois será a única maneira de inverter ligeiramente esta evolução…
E-mail: amaralmarques@gmail.com