ENTREGA DE HABITAÇÃO EM VILA NOVA DE ESPINHO

72615767_1390148681136876_7058904245625421824_o
O dia 15 de Outubro de 2017 ficou marcado pelos incêndios que assolaram a nossa freguesia, concelho e País deixando um rasto de destruição nunca antes visto. A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) com seu programa de apoio à reconstrução de habitação permanente (PARHP) contemplou o Concelho de Mangualde com duas casas, uma em Abrunhosa do Mato e outra em Vila Nova de Espinho.
Deixo um agradecimento à Câmara Municipal de Mangualde e seus pelouros envolvidos, à Junta da Freguesia de Espinho, à população de Vila de Nova de Espinho, à empresa Embeiral, à família do senhor Jerónimo e o senhor Miguel que emprestou a sua casa e também ao próprio senhor Jerónimo o feliz contemplado.
Partilho convosco com orgulho a entrega da habitação reconstruída que permitirá um recomeço de vida.

António Monteiro

MANGUALDE COMEMORA O DIA MUNDIAL DA MÚSICA

71930870_3200241876659440_5603040542804934656_o
Decorrem de 01 de outubro a 30 de novembro, as Comemorações do Dia Mundial da Música. As mesmas surgem no culminar do projeto “A nossa música, o nosso mundo: bandas filarmónicas, associações musicais e comunidade local (1880-2018)”, desenvolvido entre os anos de 2016 e 2019 em Mangualde, através de um protocolo entre o Município de Mangualde e a Universidade de Aveiro.
Nestas comemorações são exibidos alguns resultados desta investigação levada a cabo pela investigadora Margarida Cardoso, nomeadamente no que diz respeito ao contributo das bandas filarmónicas para o desenrolar da vida social em Mangualde, desde os inícios do século XX até à atualidade. Estas incluem a exposição inaugurada no passado dia 9 de outubro pelas 21H00 “Bandas Filarmónicas em Mangualde no séc. XX e Atualidade”, patente na Biblioteca Dr. Alexandre Alves, durante os meses de outubro e novembro. As comemorações contam ainda com o lançamento da biografia de José dos Santos Pinto, um “músico filarmónico” natural de Lobelhe do Mato (Mangualde), que construiu um percurso profissional fora do seu concelho.
O Município convida todos os cidadãos a visitarem a exposição e a assistir ao lançamento da biografia de José dos Santos Pinto.

FESTA DAS COLHEITAS

20191012_193056
Realizou-se na noite do passado dia 12 de outubro, mais uma Festa das Colheitas organizada pelo Centro Paroquial de Alcafache.
O evento contou com jantar solidário e animação musical a cargo da Alcatuna.
Mais uma vez, as gentes de Alcafache mostraram a sua grande generosidade.

sextas da lua com NOITE musical Mano a mano’

'Mano a Mano'
Na edição de setembro do «Sextas da Lua» não faltou música! No passado dia 27, o músico Luís Travassos, acompanhado ao piano por André Varandas, protagonizou um espetáculo musical intitulado ‘Mano a Mano’, de duas horas, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves.
Os músicos presentearam quem assistia com alguns temas originais e fizeram viajar no tempo através de temas conhecidos do grande público. Esta edição destacou-se com uma noite musical de muita qualidade, com o ambiente charmoso que carateriza as «Sextas da Lua» e que contou com a presença do Vereador do Pelouro da Cultura, João Lopes.

Alcatuna por terras de França

Alcatuna em actuação
No âmbito do festival internacional de música tradicional, MusicalTrad, a ALCATUNA deslocou-se à cidade francesa de Lempdes, na zona de Clermont-Ferrand, para abrilhantar o programa.
O festival, organizado pelo grupo de música tradicional e folclórica Lou Belladaires, vai já na sua 19ª edição anual, com duração de três dias, tendo decorrido este ano de 4 a 6 de Outubro.
A Alcatuna fez a sua actuação na tarde de Domingo, fechando o festival, que tinha já contado com a participação dos Ouberet, grupo de música celta (6ª feira), e dos WAPS, grupo de música ocitana (sábado).
Num espectáculo cheio de alegria e extraordinária boa disposição, a que o grupo de Alcafache já nos habituou, a Alcatuna extasiou e fez dançar, da primeira à última cantiga, a imensa plateia, cerca de 350 pessoas, da La 2deuche.
A estadia, de três dias, promoveu a permuta de experiências culturais e sociais entre as famílias de acolhimento e os alcatunos, dado que os músicos ficaram alojados nas casas das famílias, partilhando da sua vida quotidiana.
Da iniciativa do nosso conterrâneo Victor Cardoso e dos seus familiares ali residentes, a Alcatuna pôde ainda visitar o Museu da cidade, subir ao Puy de Dome, um vulcão numa montanha de 1465 m de altitude, cuja última erupção se verificou no ano de 5670 a. C.
Foi possível, também, visitar a belíssima catedral gótica de Clermont-Ferrand, completamente negra, dada a origem vulvânica da pedra da sua construção.
Inserido no programa de aproximação à grande comunidade portuguesa da região – trata-se da 2ª maior comunidade em França, a seguir à de Paris – António Tavares, em representação da Alcatuna e o Vereador João Lopes, que representava a Câmara Municipal de Mangualde junto do Comité de Geminação, deram uma entrevista à Radio Altitude, a estação local portuguesa mais antiga a operar em terras gaulesas.
Na noite de sábado, a Alcatuna teve ainda a oportunidade de tocar numa festa portuguesa numa cidade vizinha. O convite partiu de Philippe Martins e da sua Banda que abrilhantou, de forma como já não se vê em Portugal, aquele baile que, com jantar e a preço de entrada de 10 €, congregou mais de 400 pessoas.
O convite à Alcatuna para a participação neste famoso festival e para representar a actividade cultural de Mangualde partiu do grupo Lou Belladaires em parceria com a Câmara Municipal de Mangualde, no âmbito do intercâmbio cultural e social resultante do processo de geminação da cidade de Mangualde com aquela cidade francesa.

FEIRA DOS SANTOS INFORMAÇÃO

Com o certame da FEIRA DOS SANTOS no centro da cidade, a Autarquia considera que deverão ser preservadas as boas condições de trabalho de todos os comerciantes sediados nas ruas destinadas à instalação de feirantes.
Perante isto, o Município solicita com a colaboração de todos no seguinte:

PRESERVAÇÃO DAS MONTRAS E ACESSOS AOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS
Os terrados da Feira serão localizados e marcados com o intuito de manter sempre livres as montras e/ou acessos a todos os estabelecimentos comerciais.
Os terrados serão colocados de um só lado dos arruamentos, no Largo Dr. Couto e Largo do Rossio e Rua do Grémio. Haverão exceções, nomeadamente na Rua Dr. Almeida, Rua 25 de Abril e Avenida General Humberto Delgado, no entanto, apesar destas exceções é OBRIGATÓRIO manter-se um corredor de segurança que permita o acesso a veículos de emergência ou situações excecionais, autorizadas pontualmente.

ESTACIONAMENTO/CIRCULAÇÃO NO PERÍMETRO URBANO DA FEIRA
O ESTACIONAMENTO será proibido nos arruamentos afetos à Feira a partir da madrugada do dia 01 de Novembro (sexta-feira).
A CIRCULAÇÃO de veículos será proibida entre as 12.30horas do dia 01 de Novembro (Sexta-feira) e as 22.00 horas do dia 03 de Novembro (domingo).

CARGAS E DESCARGAS
Pode solicitar junto da Secção de Taxas e Licenças da Autarquia (até dia 30/10), que lhe seja emitido um livre-trânsito específico para esse efeito com indicação da matrícula do veículo que será utilizado. Solicitamos que proceda de preferência às cargas e descargas durante o dia 31/10 e caso seja possível no dia 01 de novembro (feriado), sendo que nos dias 02 e 03 de novembro com a feira montada as deslocações serão de todo impossíveis.

ACESSO AO PERIMETRO DA FEIRA
Entrada – Deverá impreterivelmente ser feita pela Receção da Feira/ Secretariado situada no Largo Dr. Couto junto ao início da Rua Nova (não esquecer os Livre- Trânsitos)
Saída – Poderá utilizar qualquer uma das saídas, escolhendo de preferência a que se situar mais perto do seu local de paragem.
Agradecemos e solicitamos a vossa colaboração e compreensão pelos incómodos causados.
O respeito destas normas permitirá que a FEIRA DOS SANTOS 2019 decorra nas melhores condições.

O sucesso da Feira depende de todos nós.
Obrigado pela vossa colaboração

Mangualde e Sátão Identificados por incêndio florestal

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Mangualde, no dia 8 de outubro, identificou dois homens de 50 e 72 anos, pela prática do crime de incêndio florestal, nos concelhos de Mangualde e Sátão.
Após a realização de diligências no âmbito da investigação de dois incêndios florestais, foi possível identificar os seus autores, apurando-se que o incêndio de Mangualde teve origem na realização de trabalhos de limpeza com uma motorroçadora com disco metálico, e o incêndio do Sátão teve origem na queima de sobrantes florestais, tendo ambos os suspeitos perdido o controlo do fogo.
Os dois incêndios consumiram  uma área total de 1350 metros quadrados de pinheiro bravo, carvalhos e mato.
Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Mangualde e Sátão.

Rancho Folclórico “Os Azuraras” de Quintela de Azurara, celebrou aniversário

rancho-quintela
O Rancho Folclórico “Os Azuraras” de Quintela de Azurara, celebrou o seu 38º  aniversário.
As comemorações foram no passado domingo dia 13 de outubro no Centro Social de Quintela de Azurara e juntou dezenas de pessoas da freguesia. Marcaram presença neste aniversário o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, e o vereador da cultura, João Lopes.
Para a Presidente do Rancho Folclórico “Os Azuraras” de Quintela de Azurara, Sara Saraiva, “este é mais um aniversário que demonstra bem a vitalidade deste projeto. Tudo faremos para que o rancho continue a preservar as tradições e cultura da freguesia, bem como representa-la e representar o concelho em Portugal e no estrangeiro.

‘PATRIMÓNIO E TIC, UM LINK PARA O CONHECIMENTO’

qcode
 A Câmara Municipal de Mangualde, através do serviço de Gestão do Património Cultural e Arqueologia, dá corpo ao projeto ‘Património e TIC, um link para o conhecimento’. O projeto visa a aproximação da população com o seu património, assim como a sua salvaguarda. Através deste presta-se um serviço ao turismo cultural e difunde-se conhecimento.
 O projeto ‘Património e TIC, um link para o conhecimento’ envolve, numa primeira fase, 50 bens do património cultural do território concelhio e a respetiva colocação de QR Codes em cada um desses bens. Pretende-se, desta forma, divulgar conteúdos breves, mas objetivos, que proporcionem aos visitantes e às populações locais a compreensão histórica, arquitetónica e cultural de alguns dos bens patrimoniais do concelho.
 O recurso às novas tecnologias de informação permite a divulgação e o fornecimento de conteúdos e conhecimento in loco (através de smartphones e/ou tablets que o visitante tiver na sua posse) que, de outra forma, não seriam obtidos com facilidade.
O desenho do programa teve como etapas a seleção dos bens patrimoniais, num racional que levou em linha de conta a distribuição relativamente equitativa em termos geográficos, bem como a relevância dos bens, o alojamento no site do Município dos conteúdos relativos a cada bem, a geração dos QR Codes e a sua colocação nos bens

II Jornadas: CUIDADOS CONTINUADOS INTEGRAdOS DÃO LAfÕES

Nos próximos dias 18 e 19 de outubro realiza-se em Mangualde, no auditório do Complexo Paroquial, as II Jornadas de Cuidados Continuados Integrados Dão Lafões. A organização é da Associação Questão Temática, com a promoção da Equipa de Coordenação Local para os Cuidados Continuados Integrados Dão Lafões, em estreita colaboração da Câmara Municipal de Mangualde, da Administração Regional de Saúde do Centro, do ACES Dão-Lafões, e ainda do ISS – Segurança Social.
A cerimónia de abertura, que terá lugar pelas 15h00 do dia 18 de outubro, contará com as presenças de Marta Temido, Ministra da Saúde; João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde; Ana Gomes da Comissão Nacional de Coordenação da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados; Rosa Reis Marques, Presidente da Administração Regional de Saúde do Centro; Maria José Hespanha, Coordenadora da Equipa Coordenadora Regional do Centro; António Grade, Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde Dão Lafões; Márcia Martins, Diretora do Centro Distrital de Viseu, do Instituto da Segurança Social; Germano Loureiro, Coordenador da Equipa Coordenadora Local Dão Lafões e Presidente destas Jornadas.
A abertura do secretariado acontece pelas 8h45 do dia 18. Entre as 9h30 e as 11h00 falar-se-á sobre “Articulação da Segurança Social e da Saúde face às exigências da RNCCI”, tendo como moderador o Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mangualde, José Tomás. Pelas 11h30 e até às 13h00 será abordada a temática “Cuidados Paliativos na RNCCI”. Durante a tarde, após a cerimónia de abertura que terá lugar entre as 15h00 e as 16h00, falar-se-ão de vários temas, nomeadamente “Novos anticoagulantes orais na população geriátrica”, “A Realidade nas U.C.CI.” e “AVC – Prevenção nos doentes com F.A.”.
No dia 19 os trabalhos decorrem das 9h30 às 13h00 e serão debatidos os seguintes assuntos: “Tratar a Diabetes no doente frágil”; “ECCI: Percurso e Intervenção Multidisciplinar”; “Cuidados Paliativos no Domicílio: abordagem e intervenção multidisciplinar”; “Fisioterapia e Reabilitação no Domicílio – Diferentes abordagens, objetivos comuns!”; entre outros.