consultório

dr. raul
HÁ BOAS RAZÕES PARA COMER CEREAIS?
Os cereais provenientes do grão inteiro – CEREAIS COMPLETOS – são mais benéficos que os refinados (sem farelo e germe)?
Os cereais completos (pão, pastas, arroz e outros cereais elaborados a partir do grão inteiro) são um óptimo complemento alimentar porque, para além da regulação do trânsito intestinal, participam, também, na prevenção das doenças cardiovasculares e de alguns cancros.
Grão “inteiro”, cereais “completos” que significam exactamente estes termos?
Um produto cerealífero é completo quando é elaborado a partir do grão inteiro, o qual é composto do farelo, que corresponde ao envelope exterior do grão (rico em fibras, em linhano ou fitoestrogénio – um potentíssimo antioxidante que reforça a parede celular e evita o aparecimento de tumores e cancros -, em vitaminas B e em minerais), dum germe (rico em antioxidantes, ácidos gordos essenciais, esfingolípidos, fito-esteróis, vitamina E) e dum endosperma (rico em amido, proteínas, vitaminas B).
Quer se apresentem sob a forma de grãos inteiros, flocos de cereais ou de farinha, os produtos disponíveis são muito variados: quinoa, sorgo, milho, arroz selvagem, arroz completo, cevada, aveia, trigo-sarraceno, centeio, etc.
Pelo contrário, o facto de se peneirar a farinha de um cereal, elimina uma grande parte do grão (o germe e o farelo). Tais produtos, assim refinados, perdem uma boa parte dos seus componentes e das suas propriedades. Este tratamento pode fazer perder cerca de 80% das fibras, 50% do cálcio, 85% do magnésio, 75% do potássio e uma boa parte do ácido fólico, da vitamina E, dos ácidos gordos, etc.
Quais as vantagens sobre a saúde dos cereais completos?
Ricos em fibra são interessantes para regular o trânsito intestinal. As fibras ajudam a lutar eficazmente contra a obstipação e as diarreias.
Mas os efeitos dos cereais completos estendem-se, igualmente, ao sistema cardiovascular, à diabetes e a alguns cancros.
Com efeito, as fibras dos cereais completos têm por efeito diminuir a taxa do colesterol, a pressão arterial e normalizar a glicémia (o açúcar do sangue). Estudos mostram que o consumo regular de cereais completos reduz de 30% o risco de obstrução das artérias do coração (coronariopatia) e de ataque cardíaco (AVC). O risco de diabetes de tipo 2 também é igualmente diminuído.
Tais efeitos são atribuídos às fibras existentes nos cereais completos, mas outros componentes jogam, também, um papel importante, nomeadamente os antioxidantes e os fito-estrogénio.
Os cereais completos, por fim, ajudam a lutar contra certos cancros, particularmente contra o cancro do cólon. Os glúcidos contidos nos grãos inteiros são transformados, por fermentação, em ácidos gordos os quais reduzem a actividade de certos factores que estão na origem dos cancros. Paralelamente, ao favorecerem o trânsito intestinal, as fibras aumentam o volume fecal, no qual as substâncias cancerígenas são apanhadas e, posteriormente, expulsas.
Atenção aos fitatos
Se nós devemos reabilitar os cereais completos e aumentar o nosso consumo quotidiano, devemos ter atenção para não cair nos excessos. As fibras contêm fitatos, substâncias conhecidas por reduzirem a capacidade de absorção intestinal dos minerais (cálcio, zinco…). Este fenómeno não tem consequência, excepto para as pessoas que consomem verdadeiramente grandes quantidades de cereais completos e apresentam alterações do trânsito intestinal. Nestes casos pode-se recomendar uma suplementação em minerais.
E-mail: amaralmarques@gmail.com

INAUGURaDAS novas instalações DA ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL DE MANGUALDE

Decorreu na manhã do passado dia 30 de julho, pelas 10 horas, a inauguração das novas instalações da Associação Empresarial de Mangualde (AEM) no edifício do antigo Colégio de Mangualde. O novo espaço da Associação Empresarial foi cedido pela Câmara Municipal de Mangualde, no âmbito da celebração de uma parceria entre estas duas entidades, tendo a cerimónia de inauguração contado com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo.
Nas palavras de João Azevedo, o edifício deu uma solução diferente para a AEM. “Foi um passo consolidado gradualmente”, de forma a “colocarmos este espaço dentro do núcleo da cidade e, mais concretamente, num espaço cuja história estivesse ligada à formação”.
O autarca salientou o papel que a Associação Empresarial tem desempenhado na formação, bem como, junto do tecido empresarial do concelho. João Azevedo relembrou que o concelho, nos últimos dez anos, viu nascer cerca de 300 novas empresas, enaltecendo que “um concelho competitivo é aquele que proporciona às pessoas alternativas profissionais”. “A Associação Empresarial de Mangualde tem como grande objetivo fortalecer o tecido empresarial e comercial”, tornando-o mais competitivo.
De acordo com o Presidente da Câmara Municipal, este caminho foi uma das prioridades do atual executivo, esperando poder consolidar ainda mais investimento privado e público nos próximos anos, no concelho de Mangualde.

Mangualde Identificado por incêndio florestal

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Mangualde, no dia 12 de julho, identificou um homem de 77 anos, pela prática do crime de incêndio florestal por negligência, no concelho de Mangualde.
Após a realização de diligências no âmbito da investigação de um incêndio florestal ocorrido no dia 28 de junho, foi possível identificar o seu autor, apurando-se que o incêndio teve origem numa queima de sobrantes florestais, em que o seu autor perdeu o controlo, acabando por consumir uma área 0,3 hectares de mato.
A queima estava devidamente comunicada à autarquia e ao ICNF.
Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Mangualde.

VI EDIÇÃO DO ENCONTRO GASTRONÓMICO AMADOR DE ABRUNHOSA-A-VELHA

Evento junta cozinheiros amadores que darão destaque
aos sabores tradicionais do concelho de Mangualde
No próximo dia 10 de agosto (sábado), pelas 17 horas, terá lugar a sexta edição do Encontro Gastronómico Amador de Abrunhosa-a-Velha, no centro da aldeia, como já vai sendo habitual.
O evento contará com a participação de cozinheiros amadores que darão destaque à gastronomia tradicional do concelho de Mangualde, desde a sopa de barbo do cozinheiro João Tomé, ao arroz de carne à moda antiga de Alfredo Albuquerque, passando pela feijoada à moda de Abrunhosa do cozinheiro Neca, sem esquecer as migas com sardinha em molho de escabeche de Ivone e o pão de centeio e bolos de chouriço de António Morais.
Os visitantes poderão provar pratos que, certamente, farão as delícias de todos, bem como, desfrutar de muita animação.
O Encontro é da organização da Junta de Freguesia de Abrunhosa-a-Velha e da Câmara Municipal de Mangualde e conta com o apoio do Grupo Desportivo e Recreativo de Vila Mendo de Tavares, da Associação Humanitária e Cultural de Abrunhosa-a-Velha, da Estrela do Mondego Futebol Clube, do Centro Paroquial de Abrunhosa-a-Velha, do Rancho de Carnaval da Freguesia de Abrunhosa-a-Velha, das Marchas dos Santos Populares de Abrunhosa-a-Velha. Este encontro tem, ainda, o patrocínio da COAPE (Cooperativa Agro-Pecuária dos Agricultores de Mangualde, C.R.L.), do Hotel Rural Mira Serra e da Quimirep (Produtos Químicos).

Mangualde celebrou os 100 anos da Citroen

citroen 2
No passado sábado dia 27 de julho, a cidade de Mangualde recebeu a celebração do 100º aniversário da Citroen.
Um “momento simbólico”, que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Mangualde e que viu neste ato uma forma de “homenagear todos os mangualdenses”, uma vez que esta fábrica “é de grande importância para as gentes e para o território” da região.
“É uma fábrica de emprego para muita gente de muitos concelhos e, por isso, devo referir a importância que a administração, o corpo laboral e as medidas que o Governo pode tomar como necessárias e importantes e de grande responsabilidade para o futuro”, defendeu João Azevedo.
O autarca disse acreditar que “todos serão fortes e se vão entender no sentido de saber aquilo que é mais importante que é a fábrica continuar em Mangualde, em Portugal, produzir novos modelos e com mais competitividade”.
“Durante várias décadas foi-se ciclicamente repetindo que a fábrica podia um dia não estar em Mangualde. Bem, essa é uma repetição que acontece, mas não é verdadeira. A fábrica está cá, esteve cá e vai manter-se cá em Mangualde durante muitos anos”, acentuou João Azevedo.
Por sua vez, o diretor geral do Centro de Produção de Mangualde do grupo PSA, José Maria Castro Covelo, acrescentou que está em preparação um projeto para criar uma versão com emissões mais reduzidas que o atual modelo em produção e que, assim sendo, a PSA poderá investir 20 e 25 milhões de euros na fábrica de Mangualde. José Maria Castro Covelo acrescentou ainda que se pretende o lançamento desta nova versão em 2023.
O investimento referido, visa sobretudo a modernização das atuais instalações daquela que é neste momento a maior fábrica da PSA. Em relação à mão de obra, referiu que a tendência é uma maior automatização da produção “não vamos ter mais mão de obra, mas vamos ter mão de obra mais qualificada”.
Para assinalar o dia, desfilaram pela cidade, desde a fábrica até ao largo da Câmara Municipal, dezenas de modelos da Citroën, desde os mais antigos até aos mais atuais e, entre eles, estava um Citroën DS Henri Chapron Palm Beach, o único exemplar em Portugal, dos 30 que foram produzidos. Foi também descerrada uma placa comemorativa dos 100 anos da marca na rotunda de entrada em Mangualde,
Sendo que a rotunda mais bem ornamentada segundo a opinião pública é a que tem um Boca de Sapo DS, todo feito em granito, à escala real, fabricado pelos Granitos Pimentel e Tavares Ldª.

REAL MOSTEIRO DE SANTA MARIA DE MACEIRA DÃO VAI SER INTERVENCIONADO

DSC05536
Assinatura de protocolo entre a Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, a família proprietária, Joana Horster, e a Direção Regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes, decorreu na tarde do passado dia 26 de julho.
Realizou-se na passada sexta-feira, dia 26 de julho, à tarde, no Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão, a assinatura do protocolo relativo ao projeto de recuperação da cobertura daquele mosteiro, cujo financiamento é de cerca de 500 mil euros, sendo que 85% são comparticipados.
Na cerimónia de assinatura do referido protocolo esteve presente a representante da família proprietária, Joana Horster, e as duas entidades envolvidas: a Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, e a Direção Regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes.
A intervenção agora protocolada visa a recuperação da cobertura do Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão que, atualmente, se encontra em ruínas.
A representante da família congratulou-se pelo passo agora dado para o início das obras, agradecendo o papel crucial e motivador junto do estado perpetrado pela Autarquia. A Diretora Regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes, sublinhou a importância da salvaguarda do bem patrimonial e na consequente fruição pela comunidade e públicos em geral deste espaço, que é Monumento Nacional, nomeadamente através do estabelecimento de um plano de programação cultural que atrairá visitantes e as populações.
O Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, destacou “a importância do trabalho que tem sido desenvolvido entre os três parceiros e que culmina agora com a assinatura do protocolo que permite devolver dignidade à “joia da coroa” do território”. Sublinhou ainda que “com as obras de conservação e restauro da cobertura da igreja e da estabilização dos claustros, está aberta a porta a estímulos exteriores de investimento, numa área que será, a breve prazo, a alavanca fundamental do progresso e do desenvolvimento sustentável dos territórios: o turismo cultural”.
Após as obras, a igreja receberá uma exposição interpretativa da história do imóvel e será colocado em marcha o plano de programação cultural desenhado pelos serviços de arqueologia e património cultural da autarquia para aquele espaço.

CASTRO DO BOM SUCESSO ESTÁ NO MAPEAMENTO DA CULTURA PARA SER IGUALMENTE INTERVENCIONADO
Seguiu-se uma visita ao Castro do Bom Sucesso, em Chãs de Tavares, um Monumento Nacional que está no mapeamento da cultura para ser igualmente intervencionado.
Está, neste momento, em fase de elaboração de projeto.

Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão
O Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão, erigido naquele local em 1173, por D. Soeiro Teodoniz, privilegiado do rei D. Afonso Henriques, pertenceu inicialmente à ordem beneditina para ingressar na de Cister. A sua localização, meticulosamente escolhida, em planície fértil e junto a um rio, permitia o sustento dos monges, a meditação e o culto religioso, numa paz edilicamente bucólica. Arquitetonicamente são visíveis as várias fases de construção do imóvel: a torre, do século XII; do século XVII é o edifício monacal e os claustros e, do século XVIII, a igreja elíptica. Inserido em área agrícola, e de microclima peculiar, o Real Mosteiro de Santa Maria de Maceira Dão está classificado como Monumento Nacional, desde 2002.

Castro do Bom Sucesso
Localiza-se no Monte da Senhora do Bom Sucesso, a cerca de 765 metros de altitude, na vila de Chãs de Tavares.
Desde há muito que são conhecidos vestígios arqueológicos neste monte. Dado ao conhecimento científico por Leite de Vasconcellos, em 1917, os vestígios dão aquele monte como um castro ocupado na Idade do Bronze e com continuação pela Idade do Ferro e no Período Romano.
Atualmente, já não são visíveis as estruturas habitacionais e defensivas. Ao topo do antigo povoado pode ainda aceder-se pelo troço de via lajeado de fundação romana. De arquitetura simples, mas de significado simbólico elevado e de grande devoção para a comunidade, ali se ergue, pelo menos desde o século XVIII, a ermida em honra de Nossa Senhora do Bom Sucesso.
O Monte está classificado como Monumento Nacional, desde 31 de dezembro de 1997.

Arraial sénior assinala dia dos avós

DSC05501
Como acontece todos os anos e em jeito de comemoração do Dia dos Avós, a Câmara Municipal de Mangualde realizou mais um “Arraial Sénior” no passado dia 26 de julho, no Monte da Nossa Senhora do Castelo.
A iniciativa teve início com a celebração de Eucaristia às 11h00 e prolongou-se por todo o dia com uma tarde de espetáculo e muita animação. Houve, ainda, uma troca de merendas e insufláveis para crianças. Tudo culminou com o corte do Bolo dos Avós.
Esta atividade está inserida no Plano de Ação do Conselho Local de Ação Social de Mangualde e dirige-se a todos os seniores e avós do município, que caso lhes fosse possível, podiam fazer-se acompanhar dos seus netos e netas, para juntos desfrutarem deste momento de convívio.
O Arraial Sénior, mais uma vez, assinalou o fim do projeto “Andanças Séniores” em que cerca de mil residentes no concelho de Mangualde, com idade igual ou superior a 65 anos, participaram nas viagens, realizadas entre os dias 26 de junho e 12 de julho ao Bom Jesus de Braga, Santuário do Sameiro e Parque da Nossa Senhora da Saúde .
Na celebração eucarística concelebrada pelos Revºs Pe. Paulo e Pe. Edson, acolitados pelo diácono Vaz, estiveram também presentes João Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Mª José Coelho, vereadora, José Tomás, Provedor da Santa Casa da Misericórdia, bem como vários presidentes de Junta.
Junto dos idosos das vários instituições presentes, encontravam-se os colaboradores das mesmas, bem como voluntários que tudo fizeram para garantir o bem estar de todos, não só, durante a celebração, mas durante todo o dia de convívio.
No final da celebração e aos séniores do concelho, João Azevedo, começou por deixar um agradecimento especial às várias Instituições do concelho ali presentes.
Referiu a importância dos avós, como “um comboio de carinho e afetos que consegue conduzir os mais jovens a serem melhores homens e melhores mulheres”, acrescentando ainda que “a relação familiar dos avós para com os netos é decisiva para a formação familiar das pessoas… As instituições de apoio social que temos no concelho representam também a qualidade da assistência e do carinho, mas o vosso empenho, o empenho dos avós, perante nós é muito importante, não só na formação mas também na condução das novas gerações neste concelho… é por isso que vos peço essa responsabilidade, sempre que achem que é necessário melhorarmos, é necessário que vocês falem connosco como se se tratassem dos nossos avós. É isso que eu vos peço para nós sermos melhores homens e melhores mulheres”.
Antes de finalizar a sua intervenção deixou um agradecimento especial aos párocos presentes, pelo apoio e acompanhamento que têm dado não só na área espiritual, mas também na parte social nas áreas geográficas que lhes estão confiadas, e aos voluntários, pelo trabalho que têm feito nas instituições.

DIA DOS AVÓS
Celebrar o Dia dos Avós significa celebrar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza. O Dia dos Avós comemora-se a 26 de julho, por ser o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

Mangualde: casa cheia para “Em Quarto Crescente” e “Itinerâncias da Lua”

Decorreram nos dias 17, 20, 21 e 23 deste mês de julho os eventos “Em Quarto Crescente” e “Itinerâncias da Lua”, em Mangualde. A programação apresentou-se bastante eclética, contando com atividades para públicos diferentes.
“Viagens” foi o tema escolhido, o qual contou com a decoração de peças e objetos, por parte da equipa da Biblioteca Municipal, alusivos ao tema das viagens, tais como: cidades, monumentos, transportes, entre outros.
Ambos os eventos tiveram casa cheia em todos os dias da programação: cerca de 350 pessoas estiveram presentes em cada dia/espetáculo do “Em Quarto Crescente” e cerca de 250 marcaram presença em cada dia/espetáculo na Quintela de Azurara.
O Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, marcou presença nos dois locais, assim como o Vereador da Cultura, João Lopes, marcou presença todos os dias nos espetáculos.
Um especial agradecimento deve ser efetuado aos parceiros da Câmara Municipal e da Biblioteca Municipal de Mangualde, às entidades que prestaram apoio, aos jovens leitores em Mangualde: a Mariana, a Carolina, a Eva, o Hugo, a Beatriz Lopes, o Rodrigo Gonçalves, o Francisco Almeida e a Ana Margarida, e aos jovens leitores em Quintela: a Lara Amaral, o Matias Borges e a Mariana Mendes.

FESTA DE SANTA MARTA EM CUBOS

20190729_193213
Como acontece habitualmente, realizou-se no passado dia 29 de julho a Festa de Santa Marta em Cubos.
A celebração eucarística ao fim do tarde seguida de procissão pelas ruas da aldeia, foram o ponto alto desta festa.
Finda a cerimónia religiosa teve lugar a parte profana, com animação musical e comes e bebes, que se prolongaram pela noite dentro.

“ANDANÇAS SENIORES” LEVOU MIL mangualdenses AO NORTE DO PAÍS SANTUÁRIO DO BOM JESUS DE BRAGA, SANTUÁRIO DO SAMEIRO E O PARQUE DA NOSSA SENHORA DA SAÚDE FORAM OS LOCAIS VISITADOS

Foram cerca de mil os residentes no concelho de Mangualde, com idade igual ou superior a 65 anos, que participaram em mais uma edição de “Andanças Seniores”. Este projeto, promovido pela Câmara Municipal de Mangualde, em parceria com a Rede Social de Mangualde, proporcionou viagens aos seniores do concelho, realizadas entre os dias 26 de junho e 12 de julho.
Na edição deste ano, os seniores mangualdenses partiram das suas freguesias rumo a Braga, em visita ao Santuário do Bom Jesus, seguida da visita ao Santuário do Sameiro. O passeio terminava com a ida ao Parque da Nossa Senhora da Saúde, em Vila Nova de Gaia.
Os principais objetivos destas viagens são dinamizar o convívio entre todos os cidadãos seniores do concelho e promover, através de atividades de lazer, momentos estimulantes para a socialização e comunicação e para a partilha de experiências e emoções, permitindo aos integrantes do grupo uma maior satisfação e, por conseguinte, uma melhor qualidade de vida. 
Podem participar, gratuitamente, na viagem todos os cidadãos do concelho de Mangualde, com idade igual ou superior a 65 anos, residentes em todas as freguesias do concelho.
O projeto “ANDANÇAS SENIORES” consubstancia-se na realização de passeios a locais previamente definidos pela Autarquia promovendo oportunidades de lazer e de conhecimento de locais de interesse histórico-cultural. Desta forma, procura-se promover a socialização, a comunicação e a interação com os outros, bem como, potenciar as capacidades funcionais, físicas e cognitivas, reforçando o convívio e os laços sociais.