FESTA DE REIS NO CENTRO DE DIA DA CUNHA BAIXA

A exemplo do que se vem verificando no últimos anos, os utentes das várias IPSS’s do concelho, reuniram-se na tarde do passado dia 7 de janeiro no Centro de Dia da Cunha Baixa, para celebrar a Festa do Dia de Reis.
O evento começou com a celebração da Eucaristia presidida pelo Bispo de Viseu, D. António Luciano, concelebrada pelos Revºs Pe. Rocha e Pe. Paulo, tendo estado a animação litúrgica a cargo da Universidade Sénior de Mangualde.
Após a celebração da Eucaristia, teve lugar a animação cultural, onde, como de costume, as instituições presentes, mostraram um pouco do “trabalho” realizado pelos seus utentes com destaque para o teatro e os cantares de janeiras.
A tarde terminou com um lanche convívio para todos

Bolsa de Terras – Terrenos Agrícolas e Florestais Disponíveis

O Município de Mangualde em parceria com A COAPE – Cooperativa Agropecuária dos Agricultores de Mangualde está a promover a Bolsa de Terras que facilita o acesso à terra, dando um uso a terrenos que hoje estão abandonados e sem utilização. Assim, todos aqueles que pretendem expandir ou criar o seu próprio negócio, na área agrícola, florestal e/ou agropecuária, têm através da Bolsa de Terras a oportunidade de o fazer por via de arrendamento de terrenos diretamente ao proprietário.
O objetivo da Bolsa de Terras é facilitar o acesso à terra aos novos empreendedores rurais que pretendam dedicar-se a atividades agrícolas, pecuárias ou florestais ou ampliar a sua atividade ao mesmo tempo que evita o abandono e degradação da paisagem e contribui para um crescimento da economia rural.
Encontram-se disponíveis 28,42 hectares de terreno para arrendamento nos Municípios de Mangualde, Nelas e Fornos de Algodres.
Haverá lugar a uma visita de campo aos terrenos mencionados que decorrerá previsivelmente a 27 de janeiro de 2020, no período da manhã, oferecida a todos os interessados para que possam conhecer os terrenos.
A 1.ª fase de candidatura para a atribuição destes terrenos decorre até 4 de fevereiro de 2020 às 23h59. Nesta inscrição o candidato identifica os terrenos que pretende arrendar, ordenando-os por ordem decrescente de preferência.

MANGUALDE ACOLHE MOSTRA SOBRE ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Mangualde recebe a exposição itinerante “O Futuro é Amanhã!” – Alterações Climáticas, de 14 a 20 de janeiro, na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves. A inauguração da mostra teve lugar a 14 de janeiro, pelas 10h00, e contou com as presenças do Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Rogério Mota Abrantes, e do Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira. Esta mostra surge da necessidade de consolidar e divulgar os resultados patentes no Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do território de Viseu, Dão e Lafões e enquadra-se no projeto “O Futuro é Amanhã”, cujo principal objetivo é motivar a reflexão, debate e divulgação da problemática das alterações climáticas. Este projeto pretende abranger todos os alunos dos 14 municípios que compõem a Comunidade Intermunicipal de Viseu, Dão e Lafões, assim como professores e famílias.
O projeto junta a Promoção do Sucesso Educativo e as Alterações Climáticas, duas grandes prioridades desta Comunidade Intermunicipal e apresenta um espaço privilegiado, diferenciado e inovador de acesso ao conhecimento, assente em estratégias de intervenção baseadas na experiência e na reflexão sobre os fenómenos decorrentes das alterações climáticas, criando um espírito de conhecimento pela experiência e visualização, promovendo, assim, o sucesso educativo. A mostra tem como público alvo a comunidade em geral.
A exposição “Alterações Climáticas” pretende auxiliar a descoberta da temática das alterações climáticas, partindo de questões simples e de desafios para mobilizar e captar a comunidade escolar na adoção de atitudes e comportamentos que atenuem e mitiguem os impactos negativos das alterações climáticas no território.

MOSTRA DE PINTURA DE LEONOR CORREIA E JORGE CORREIA em mangualde

Mangualde acolhe, em janeiro e fevereiro, a Mostra de Pintura de Leonor Correia e Jorge Correia. Os trabalhos dos artistas da Guarda e de Coimbra, respetivamente, estarão patentes na Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves de 27 de janeiro a 28 de fevereiro de 2020. A entrada é livre.
Maria Leonor Cobrai Correia nasceu em 1940, na cidade da Guarda. Licenciada em Filologia Germânica, manifestou desde sempre interesse pelas artes plásticas. Após a aposentação, tem-se dedicado à atividade artística, que foi aperfeiçoando coma participação nas seguintes formações: Curso de Pintura da Escola Profissional de Artes de Coimbra, ARCA – EAC (1997); Curso de Pintura do Grupo Regional de Pampilhosa do Botão (1998); Curso de Pintura da Escola Vasco da Goma, em Coimbra (2001), Atelier de Nuno da Fonseca, em Coimbra.
Jorge Vicente Silvo Correio é natural de Coimbra, onde nasceu em 1937. É licenciado em História pela Universidade de Coimbra. Foi professor de desenho de 1960 a 1971 no Colégio S. José e Santa Maria, em Mangualde. Foi professor de Integração dos Cursos Técnico-profissionais no ARCA – EAC, Coimbra. Autodidata, por não lhe ter sido possível ingressar na Escola de Belas Artes no Porto, em 1958, dedicou muito do seu tempo a desenhar para a família e amigos. Depois da sua aposentação como professor do ensino público, retornou à pintura, a sua atividade predileta e frequentou os Cursos de Pintura da Escola Profissional de Artes de Coimbra (ARCA – EAC), em 1997, e da Escola de Pintura do Grupo Regional da Pampilhosa do Botão (1999/2001). Neste período foi convidado para ser monitor dos Cursos Livres de Pintura, na Pampilhosa, Mealhada. Não tendo, até à presente data, exposto ao público de forma individual, algumas obras do autor foram realizadas a pedido e estão expostas nos seguintes locais: Escola Secundário Felismina Alcântara, em Mangualde (retrato da Professora Felismina Alcântara, óleo sobre tela) e Auditório do serviço de Ortopedia VI, Hospitais do Universidade de Coimbra (retrato do Professor Doutor Norberto Canho; óleo sobre tela). Tem feito, desde 1996, várias dezenas de obras por encomenda, para diversos colecionadores e figuras públicas.

MANGUALDE CELEBROU O SEU PADROEIRO S. JULIÃO

FB_IMG_1579000711306
No passado fim de semana, Mangualde celebrou o seu padroeiro S. Julião.
No dia próprio, dia 9, foi celebrada missa em Honra de S. Julião, depois, no dia 11, após a celebração da Eucaristia teve lugar a procissão para a Capela do Desterro.
No dia 12, domingo, realizou-se o cortejo da Capela do Desterro para a Igreja Paroquial, onde foi celebrada missa solene.
Como habitualmente a tarde desenrolou-se com salutar convívio e animação.

AINDA O CANTAR DAS JANEIRAS

Rancho Folclórico de Santo Amaro de Azurara - Mangualde 5
Organizado pelo Rancho Folclórico de Santo Amaro de Azurara, o encontro de Cantadores do Ciclo Natalício, fez recuar no tempo todos os que se cruzaram no passado domingo, dia 5, com os cerca de 100 elementos que vão mantendo na memória as mais antigas tradições do nosso país.
A cidade de Mangualde recebeu no dia 5, no Intermarché, o Rancho Folclórico de Santo Amaro de Azurara – Mangualde, Rancho Folclórico Sampaense, S. Paio de Gramaços – Oliveira do Hospital e Grupo Folclórico Leões da Beira de Rio de Loba – Viseu, que interpretaram os tradicionais cantares ao Menino, Janeiras e Reis, perante uma plateia composta pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Rui Costa e Presidente da União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, Marco Almeida, bem como dezenas de populares.
O vice-presidente da autarquia, Rui Costa, manifestou a sua satisfação por ver “tanta gente a dar continuidade a esta tradição popular”, Marco Almeida, Presidente da UFMMCA, agradeceu ao Rancho Folclórico de santo Amaro de Azurara que organizou este encontro, bem como aos grupos presentes, o contributo na divulgação das tradições culturais do nosso povo e respeito pela vivência das nossas gentes: “A tradição mantém-se!”.
Também a ACAB, a exemplo de anos anteriores, realizou mais um encontro de Cantadores de janeiras na Igreja Matriz de S. Julião. Um evento sempre muito marcante que promove esta secular tradição das Janeiras e Reis.
No dia de Reis, alguns idosos do Centro Social Paroquial de Fornos de Maceira Dão, surpreenderam o Presidente, Vice-Presidente e Vereadores da Câmara Municipal de Mangualde, e dando seguimento à tradição, cantaram as Janeiras no salão Nobre.
Além de se deslocarem à Câmara Municipal, deslocaram-se também a outras instituições do concelho entre elas, os Bombeiros Voluntários de Mangualde.

JANEIRAS

DSC05779
Como habitualmente, a Orquestra Juvenil “ + Música” do Agrupamento de Escolas de Mangualde, cantou as Janeiras pelas ruas de Mangualde e como já manda a tradição, a Câmara Municipal de Mangualde é paragem obrigatória. Naquela instituição a Orquestra foi recebida pelo Presidente da Câmara Municipal de Mangualde Elísio Oliveira, o Vice-Presidente, Rui Costa, o Presidente da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, Marco Almeida e o Diretor do Agrupamento de Escolas Mangualde, Agnelo Figueiredo.
Este ano, e com o inicio do 2º período uns dias mais tarde que o habitual, a Orquestra cantou as janeiras ainda antes do inicio do período escolar e assim, acompanhados por alguns encarregados de educação, foram pedindo as janeiras pelas ruas de Mangualde na tarde do dia 3 e manhã do dia 4. O valor angariado durante as janeiras, nas rifas que vendem aquando da realização dos seus concertos e nas bilheteiras, é utilizado para fazer face às despesas inerentes aos eventos, bem como, para aquisição de material/instrumentos para a Orquestra.
Em Portugal, “As Janeiras” (ou Cantar as Janeiras) é uma tradição que consiste no cantar de músicas pelas ruas por grupos de pessoas anunciando o nascimento de Jesus e desejando um Bom Ano Novo.

MAIS DE MIL PESSOAS ASSISTIRAM AO “HARDMETALFEST MANGUALDE” O PRIMEIRO FESTIVAL DE ROCK DE 2020 EM PORTUGAL

HARDMETAL FEST2
No passado sábado, 11 de janeiro, o Centro Recreativo e Cultural de Santo André, em Mangualde, encheu-se com mais de mil pessoas para o “HardMetalFest Mangualde”, o 1º festival de Rock de 2020 em Portugal. A organização contou, como tem sido habitual, com o apoio da Câmara Municipal de Mangualde. O Presidente e o Vice-presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira e Rui Costa, respetivamente, e o Presidente da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, Marco Almeida, estiveram presentes. Este Festival surgiu em 1997, com o nome Festival de Heavy Metal de Mangualde, e decorria no antigo ciclo preparatório de Mangualde.
O evento, considerado um dos 12 Festivais de Metal mais antigos do mundo e o mais antigo em Portugal, trouxe este ano nomes como os veteranos PRAYING MANTIS (Inglaterra) e XENTRIX (Inglaterra) como cabeças de cartaz, assim como BLITZKRIEG estrearam-se nos palcos em Portugal. Os Noruegueses ANCIENT e os Alemães BLOOD foram outras grandes atrações, mas o festival iniciou-se pelas 15h00 com os Espanhóis DARK EMBRACE e os nacionais SACRED SIN, INFRAKTOR, GODARK e KARBONSOUL. A tenda exterior foi animada por DJs convidados e onde não faltaram os habituais spots de merchandising, food & drinks.

CASA CHEIA PARA ASSISTIR A CONCERTO DE ANO NOVO MOMENTO PROTAGONIZADO PELA ORQUESTRA POEMA

Concerto Ano Novo 2020 (1)
Mangualde deu as Boas-Vindas a 2020 com um Concerto de Ano Novo no passado sábado, dia 4 de janeiro. Pelas 21h30, as portas do Auditório do Complexo Paroquial de Mangualde abriram-se e a sala encheu-se para um momento protagonizado pela Orquestra Poema. Esteve presente o Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Elísio Oliveira.
A abertura do Concerto de Ano Novo foi realizada pelos alunos do 1º Ciclo que integram o Projeto de Promoção para o Sucesso Educativo – Ensino Especializado da Música em Mangualde. Depois dos temas:  Alpha Dog de Heather Hoefle, Planets in Modion de Victor López e, Ko’nichiwa de Keiko Yamada, pelos músicos mais novos, a Orquestra POEMa na sua formação de Orquestra de Câmara apresentou: Music for the Royal Fireworks -G. F. Handel: I. Overture; II. La Paix; III. La Réjouissance. Symphony no. 29 – W. A. Mozart: I. Allegro moderato. Por fim, a Orquestra Sinfónica POEMa fez a última parte do Concerto com os temas: The Dark Knight de Hans Zimmer; The Lion King – Hans Zimmer (arr. Calvin Custer) e, The Magic of Harry Potter – arr. Michael Story. Estes três temas foram acompanhados com apresentação de video mapping temático realizado pelo técnico da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves, Miguel Marques. A Direção da Orquestra foi da responsabilidade do Maestro Tiago Correia.
A Orquestra POEMa, uma iniciativa da Câmara Municipal de Mangualde em parceria com o Conservatório Regional de Música de Viseu – Dr. José de Azeredo Perdigão, nasceu em 2013 e tem como intervenientes elementos das Bandas Filarmónicas do concelho de Mangualde, alunos e ex-alunos do Conservatório Regional de Viseu. Dirigida pelo Maestro Tiago Correia e com idades compreendidas entre os 12 e os 30 anos de idade, é composta por duas formações: Orquestra de Sopros e Orquestra de Câmara.