EDITORIAL Nº 735 – 15/7/2018

serafim tavares
Caro leitor
Hoje vou falar-vos de amor, o melhor e maior mandamento que Deus nos deixou foi amarmo-nos uns aos outros como a nós mesmos. Como Ele nos amou. É este o caminho da paz. Que há-de dar quem nada tem?
Amor pelo próximo. Amai as vossas esposas, os filhos, os pais, os sogros, os avós, os tios, familiares, vizinhos, trabalhadores, colegas de trabalho – o teu irmão.
Somos todos irmãos, foi assim que Deus instituiu a família. Família!!!
Se gostas de alguém diz-lhe hoje, enche corações de amor, não túmulos de flores. Amanhã pode ser tarde.
Nós nascemos por amor, vivemos para amar e somente o amor eterniza as nossas vidas.
«Deus é amor». Ele ama e dá a vida por amor de Seus filhos. N’Ele não há nada que não seja amor. Ele perdoa também por amor.
Amar um filho, repartir o pão com um pobre, consolar um aflito, assistir um doente, aconselhar uma pessoa perdida, apoiar um amigo, atender com atenção um estranho e assumir as causas justas de uma comunidade, são atos de amor que engrandecem quem os faz e o tornam parecido com Deus.
Visita o familiar no lar ou em casa do familiar. Fala dos assuntos à mesa e olha nos olhos de quem gostas. Traz o idoso para a mesa ainda que cheire a xixi. Um dia, vais sentir a sua falta. Não deixes que te arrependas para o resto da tua vida.
Para transformar a nossa sociedade é preciso ter a coragem do amor e a prontidão do sacrifício. Só assim os nossos amores individuais respirarão com grandeza.
Amar em ponto pequeno seria desistir dos grandes ideais.

Abraço amigo,

CONSULTÓRIO

dr. raul
O SAL
O sal que comemos juntamente com os alimentos, o sal que faz parte da nossa alimentação é, habitualmente, excessivo – e este é um dos excessos que devemos evitar.
É um facto reconhecido por todos, em particular pelas autoridades de Saúde Pública. E, nesse sentido, se tem produzido legislação para diminuir a quantidade de sal nos alimentos processados, como o pão.
Tornar-se assinante para continuar a ler…

IMAGINANDO

francisco cabral
Parte 41
Continuação parte 40
Terceira Auto-Outorga: Passado algum tempo um alerta do Conselho superior de Salvington (Esfera Sede do Nosso Universo) defere, a pedido dos Portadores da vida e de Michael para o Planeta 217 habitado, do Sistema 87, da constelação  61 (Vela) uma tomada de posição para a contenção de uma rebelião do soberano desse planeta.
Tornar-se assinante para continuar a ler…

REFLEXÕES

DSC03818
DEMOCRACIAS DO MEDO
CHECOSLOVÁQUIA – Circulando na noite
Os contratempos em Praga não foram nada agradáveis. A continuação forçada da viagem para o parque de campismo, já durante a noite, deixou-nos desconfiados. Aqueles de nós, que tinham pensado nesta viagem só com o desejo de conhecer os aspectos da vida cultural, social e económica dum país que nos era interdito e recolher informações que tornassem coerentes a nossas futuras opções em solo lusitano, não estavam muito optimistas.Tornar-se assinante para continuar a ler…

Linguagem técnica: Clarificar ou ocultar o significado?

Ana Cruz
É necessária uma linguagem clara e evidente entre profissionais de ciências da saúde (uma linguagem com normas e termos claros, cuja compreensão seja realizada de forma homogénea) que fornece um cunho científico e respeitoso quando utilizado em publicações académicas (teses e afins) e dá uma credibilidade profissional de quem se expressa.
Tornar-se assinante para continuar a ler…